MDB antecipa escolha, e Simone Tebet vira favorita

O líder do governo no Senado, Fernando Bezerra, do MDB, fez um mapeamento da viabilidade de cada nome do partido e constatou que Simone angaria mais apoios fora

Caio Junqueirada CNN

Ouvir notícia

 

O MDB do Senado antecipou de quarta-feira (13) para esta terça (12) a escolha do nome que enfrentará Rodrigo Pacheco, do DEM, na eleição para a presidência do Senado. 

As articulações desta segunda-feira colocam a senadora Simone Tebet como favorita para ser indicada dentre seus correligionários. O MDB tem a maior bancada, com 13 senadores, e filiará mais dois também nesta terça-feira.

Leia também:
PT decide apoiar Pacheco no Senado e diz que Bolsonaro aliado não incomoda
Deputados pró-Lira articulam afrontar Maia e autoconvocar cúpula da Câmara
Apoio do Planalto a Alcolumbre esquenta disputa dentro do MDB
Flagrado com dinheiro na cueca, Chico Rodrigues prepara retorno ao Senado
Baleia e Lira disputam comando da Câmara voto a voto e contam com ‘traições’

Hoje, o líder do governo no Senado, Fernando Bezerra, do MDB, fez um mapeamento da viabilidade de cada nome do partido e constatou que Simone angaria mais apoios fora da bancada. Seria, portanto, mais competitiva.

Para confirmar o nome de Tebet, Bezerra ainda teria avaliações de cenário com o líder da bancada, Eduardo Braga, que também reivindica a candidatura. Bezerra, que conforme o analista Igor Gadelha antecipou, também pretendia disputar, mas desistiu da candidatura.

O líder do governo no Congresso, Eduardo Gomes, também se coloca como postulantes, mas o fato de o presidente Jair Bolsonaro ter sinalizado na última sexta-feira que Pacheco é o seu nome na disputa fez a bancada buscar um nome mais independente. Caso de Simone e Braga.

Mais Recentes da CNN