Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Moraes autoriza devolução de celular de réu do 8/1 que morreu na Papuda

    Ministro disse que o aparelho de Cleriston Pereira da Cunha não interessa mais ao processo

    Cleriston Pereira da Cunha estava preso na Papuda
    Cleriston Pereira da Cunha estava preso na Papuda Reprodução

    Nathan Lopesda CNN

    São Paulo

    O Supremo Tribunal Federal (STF) autorizou a devolução do celular de Cleriston Pereira da Cunha à sua família. A decisão, do ministro Alexandre de Moraes, foi publicada nesta quinta-feira (7).

    Cleriston morreu em 20 de novembro no Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília, onde estava preso por participação nos atos criminosos do 8 de janeiro. O celular era usado na investigação pela PF.

    “Defiro o pedido de restituição do aparelho de telefone celular da marca Xiaomi à defesa de Cleriston Pereira da Cunha por não interessar mais ao processo”, escreveu Moraes na decisão.

    A defesa de Cleriston argumentava que, “com o falecimento do réu”, inexistiam motivos para custódia do bem.

    Moraes também determinou que a Procuradoria-Geral da República se manifeste sobre a extinção da punibilidade do réu.

    Em 24 de novembro, a CNN informou que o relatório da Defensoria Pública apontou que houve demora no socorro e falta de equipamento no atendimento. A Secretaria de Administração Penitenciária do Distrito Federal (Seap-DF), porém, diz que Cleriston Pereira da Cunha foi “atendido prontamente pela equipe da unidade básica de saúde prisional, que iniciou o atendimento imediato tão logo constatado o desmaio”.