Mourão confirma liberação de R$ 134 milhões para o Meio Ambiente

Recurso estava retido pelo Ministério da Economia; valor será utilizado para o combate às queimadas

O vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB)
O vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB) Foto: CNN (1°.out.2020)

Caroline Rosito, da CNN em Brasília

Ouvir notícia

Para não comprometer a ação de combate aos incêndios no país, o vice-presidente Hamilton Mourão confirmou que o governo federal vai repassar R$ 134 milhões para o Ministério do Meio Ambiente. Os recursos estavam bloqueados pelo Ministério da Economia e serão remanejados do próprio orçamento da União.

“Foi acertado e o Tesouro Nacional vai liberar o que estava bloqueado”, garantiu Mourão.

O vice-presidente disse ainda que Ricardo Salles, ministro do Meio Ambiente, já havia pedido a liberação dos recursos para evitar a paralisação das atividades na Amazônia e no Pantanal, o que foi negado pela Junta de Execução Orçamentária (JEO) – órgão composto pelos ministérios da Economia e Casa Civil.

Leia também:
Salles ataca Ramos na internet, após corte de recursos do meio ambiente
Waack: negar existência de desmatamento é estratégia fadada a derrota

“O Salles vem desde julho, na reunião do Conselho de Governo, ponderando que o Tesouro tinha que liberar o recurso, porque não ficou com ele. Se tivesse ficado com ele, ok, mas não ficou, foi mandado para os Estados. Ontem, eu conversei com o Braga Netto [ministro da Casa Civil] e vai ser liberado os R$ 134 milhões”, explicou o vice.

Nesta quarta-feira (21), o Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama) determinou que todos os agentes em trabalho no combate a incêndios florestais retornem para suas bases, alegando falta de recursos.

Mais Recentes da CNN