Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    MP do TCU recorre e pede devolução imediata de joias

    Procurador Lucas Rocha Furtado pede que o ex-presidente Jair Bolsonaro entregue os presentes dados pelo governo da Arábia Saudita

    Daniela Limada CNN

    São Paulo

    O Ministério Público de Contas, por meio do procurador Lucas Rocha Furtado, apresentou à presidência do Tribunal de Contas da União um recurso contra a decisão do ministro Augusto Nardes e pede que o ex-presidente Jair Bolsonaro devolva imediatamente as joias presenteadas pela Arábia Saudita.

    O procurador também pede a devolução de um fuzil que, segundo o jornal Metrópoles, Bolsonaro entrou no país depois de visitar a Arábia Saudita.

    O procurador do MP de Contas diz que “diante do quadro, o presente agravo é para requerer a reconsideração da decisão de vossa excelência, no sentido de que os bens que estão de posse do ex-presidente Jair Bolsonaro sejam imediatamente restituídos à guarda da União, no prazo de até 5 dias”.

    O MP de Contas pede que, se Bolsonaro não devolver as joias em cinco dias, que o ex-presidente tenha o salário que recebe bloqueado.

    Com a devolução dos bens, segundo o MP, os mesmos poderiam ser periciados.

    O MP diz ainda que a arma poderia ser confiada ao Exército ou à Polícia Federal.