Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Na Bolívia, Lula diz que tentativa de golpe é “imperdoável”

    Presidente afirmou ainda que situação do país vizinho está pior que há 10 anos: “Imaginei que as coisas tivessem evoluído”

    Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, durante a chegada a Santa Cruz de la Sierra, no Aeroporto Internacional Viru Viru. Santa Cruz de la Sierra - Bolívia
    Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, durante a chegada a Santa Cruz de la Sierra, no Aeroporto Internacional Viru Viru. Santa Cruz de la Sierra - Bolívia Ricardo Stuckert / PR

    Gabriela Boechatda CNN Brasília

    O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) disse nesta segunda-feira (8) que a tentativa de golpe na Bolívia é “imperdoável”. Ele chegou ao país vizinho nesta noite e cumprirá agendas oficiais na terça-feira (9).

    Lula falou a jornalistas ao pousar na Bolívia. Disse ser “inimaginável” alguém acreditar que o golpe militar seja uma solução para problemas do país.

    “É imperdoável a tentativa de golpe [na Bolívia]. Graças a Deus o povo boliviano garantiu a democracia e acho que a solidariedade internacional foi muito importante”, afirmou.

    O petista disse ainda que imaginou que a situação da Bolívia estivesse melhor. “Às vezes eu fico triste porque faz 15 anos que eu não venho aqui e imaginei que as coisas tivessem evoluído, que o Brasil tivesse cuidado melhor de seus parceiros. Acho que a Bolívia de hoje está em uma situação mais difícil do que 10 anos atrás”, disse.

    Na terça-feira (9), Lula terá duas reuniões com o presidente boliviano Luis Arce, uma bilateral e outra ampliada. Assinará atos de cooperação com o país, terá encontro com movimentos sociais e participará do encerramento do Foro Empresarial Bolívia-Brasil”.

    O presidente retorna a Brasília na noite de terça-feira.