Na CPI da Prevent, médica diz que havia orientação para uso de cloroquina

Vereadores de São Paulo ouviram funcionários da operadora de saúde

Jairo Nascimentoda CNN

em São Paulo

Ouvir notícia

A CPI da Prevent Senior na Câmara Municipal de São Paulo ouviu nesta quinta-feira (18) médicos que atuam ou atuaram na operadora de saúde.

Uma delas, Carla Morales Godoy Guerra, que não está mais na empresa, disse que havia uma orientação do grupo para prescrever o uso generalizado da hidroxicloroquina para tratar pacientes com Covid-19.

De acordo com Guerra, o remédio ineficaz contra doença, que compõe o chamado “kit Covid”, era indicado principalmente para pessoas que estavam nos seus primeiros atendimentos na operadora.

Ela também afirmou que era contra o uso do medicamento para tratar do coronavírus.

A comissão também ouviu Fernando Oikawa e Saulo Oliveira, ambos médicos que ainda trabalham na Prevent Senior. Esse último negou a orientação compulsória do “kit Covid”.

Os dois depuseram amparados por habeas corpus concedidos pela Justiça.

 

(Publicado por Sinara Peixoto)

Mais Recentes da CNN