Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Não há nada relevante que justifique maior preocupação sobre ministra do Turismo, diz Rui Costa à CNN

    Fotos de Daniela Carneiro com suposto miliciano circulam nas redes sociais

    Fabiano FalsiTiago Tortellada CNN

    em São Paulo

    Em entrevista exclusiva à CNN nesta quinta-feira (5), o ministro Chefe da Casa Civil, Rui Costa (PT), afirmou que não há motivos para “maior preocupação” em relação à ministra do Turismo, Daniela Carneiro (União Brasil).

    Fotos de Carneiro ao lado de Juracy Alves Prudêncio nas eleições de 2018 circularam nos últimos dias nas redes sociais. Ele foi denunciado pelo relatório final da CPI das Milícias, em 2008, por comandar uma milícia na Baixada Fluminense.

    “As fotos por si só não constituem nenhum ato que caracterize má conduta da ministra. Numa campanha eleitoral, muitas vezes você tira foto com muitas pessoas, muitas delas você nem conhece. Neste momento, não há nada relevante que justifique maiores preocupações em relação à ministra”, disse Rui Costa.

    Anteriormente, ele havia pontuado que “não há materialidade” no caso até o momento que cause algum tipo de desconforto no governo.

    Por meio de nota, a ministra do Turismo ressaltou que “não compactua com qualquer ato ilícito e cabe à Justiça o papel de julgar quem comete possíveis crimes”.

    Ela destacou ainda que “durante a campanha de 2018 recebeu o apoio de milhares de eleitores em diversos municípios do estado”.

    Uma reportagem do Estadão revelou que Carneiro escreveu em mensagem de WhatsApp que “inimigos querendo me queimar, mas não irão conseguir”.

    Segundo o relatório da CPI das Milícias, o ex-PM comandava milícias em diversos bairros da Baixada Fluminense. Sua organização ameaçava moradores e explorava serviços de táxi e sinal de TV a cabo nas localidades.

    Redução de Juros

    Durante a entrevista, Costa negou crítica ao Banco Central, mas defendeu a redução de juros.

    “Não se trata de questionar o Banco Central independente, não se trata de crítica. Acho que é unanimidade que juro alto não faz bem para nenhuma economia do mundo”, destacou.

    Costa explicou que espera que possa haver trabalho conjunto para que “em pouco tempo possa haver redução significativa dos juros”.

    O ministro também informou que o governo pretende fazer um “debate grande” sobre reforma tributária e um novo patamar fiscal, com o objetivo de “fazer mais justiça fiscal e tributária”.

    Sobre o teto de gastos, ministro da Casa Civil de Lula defendeu atenção do governo para o “total das despesas” e para a “qualidade desse gasto”

    *com informações de Danilo Moliterno, da CNN