Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    “Nem governo, nem oposição” estão interessados em prorrogar CPMI do 8 de janeiro, diz Arthur Maia

    No início da sessão desta quinta, presidente da CPMI defendeu que o relatório da senadora Eliziane Gama (Cidadania-MA) seja lido no dia 17 de outubro

    Presidente da CPMI do 8 de janeiro, deputado federal Arthur Maia (União-BA).
    Presidente da CPMI do 8 de janeiro, deputado federal Arthur Maia (União-BA). Reprodução/ CNN Brasil

    Fernanda Pinottida CNN

    em São Paulo

    O presidente da CPMI do 8 de janeiro, deputado federal Arthur Maia (União-BA), disse que “nem governo, nem oposição” estão interessados em prorrogar os trabalhos da comissão. A declaração foi dada em entrevista à imprensa durante o intervalo da sessão desta quinta-feira (24).

    “Creio que estamos caminhando para um entendimento geral de que a data de outubro seria uma data razoável para que todas as oitivas e documentações sejam analisadas e possamos chegar a um relatório final”, disse Maia.

    No início da sessão desta quinta, o presidente da CPMI anunciou o calendário de atividades da comissão para os próximos dois meses e defendeu que o relatório da senadora Eliziane Gama (Cidadania-MA) seja lido no dia 17 de outubro.

    “Até 17 de outubro teríamos 12 reuniões. Dessas, três estão comprometidas com depoimentos. Restam nove reuniões, que deveriam ser dedicadas à oitiva de testemunhas. A minha sugestão era de que concluíssemos os trabalhos até o dia 17 de outubro no mais tardar. Teríamos a sessão seguinte para o debate e a votação do relatório”, disse Maia durante a sessão desta quinta.

    *Com informações de Agência Senado