Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    ‘Nova secretária fortalecerá o corpo técnico da Saúde’, diz Queiroga

    À CNN Brasil, ministro da Saúde disse acreditar que a médica Rosana Leite de Melo saberá dialogar com a classe médica

    Rosana Leite de Melo se reúne com o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga
    Rosana Leite de Melo se reúne com o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga Foto: Reprodução/Hospital Regional de Campo Grande

    Gustavo Uribeda CNN

    Ouvir notícia

    O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse nesta quinta-feira (17) à CNN acreditar que a nova secretária extraordinária de enfrentamento à Covid-19 fortalecerá os quadros técnicos do Ministério da Saúde e saberá dialogar com a classe médica.

    A nomeação da médica Rosana Leite de Melo para a função foi publicada nesta quinta-feira (17) no “Diário Oficial da União”. Antes dela, foi anunciado para o posto a infectologista Luana Araújo, cujo nome foi barrado pelo Palácio do Planalto. A médica fazia críticas na internet ao chamado tratamento precoce.

    “Ela tem um perfil técnico e sabe dialogar com os profissionais de saúde. Além disso, liderou o enfrentamento à Covid-19 no Mato Grosso do Sul. Estou certo que fortalecerá o corpo de secretários do Ministério da Saúde”, disse Queiroga sobre a nova secretária extraordinária.

    Rosana Melo é professora da UFMS (Universidade Federal do Mato Grosso do Sul), com experiência em gestão pública. Ela já presidiu o Conselho Regional de Medicina do Mato Grosso do Sul. Ela chega ao posto no momento em que o país enfrenta uma terceira onda do coronavírus, com um aumento da média diária de mortes pela doença.

    De acordo com a apuração da CNN, na última semana, Queiroga, conversou com pelo menos três médicos para assumir a secretaria extraordinária. Rosana é a terceira escolhida para a pasta. Além de Luana, Queiroga chegou a anunciar Francieli Fantinato para a vaga, mas mudou de ideia e preferiu deixá-la à frente do Plano Nacional de Imunizações (PNI).

    Mais Recentes da CNN