Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Novo advogado de Cid diz à CNN que ‘há perseguição despropositada’ contra ex-auxiliar de Bolsonaro

    “Ele é inocente, há uma perseguição despropositada, fora de propósito”, disse à CNN Cezar Bittencourt, que também descartou delação

    Depoimento do tenente-coronel Mauro César Barbosa Cid na CPMI do 8 de janeiro
    Depoimento do tenente-coronel Mauro César Barbosa Cid na CPMI do 8 de janeiro Edilson Rodrigues/Agência Senado

    Thais ArbexLarissa Rodrigues

    Brasília

    O tenente-coronel Mauro Cid, ex-ajudante de ordens do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), contratou o advogado Cezar Bittencourt, na noite desta terça-feira (15). O criminalista assumirá a defesa de Cid nos processos que correm no Supremo Tribunal Federal (STF), entre eles o caso das joias.

    Bittencourt disse à CNN que está se inteirando do inquérito e que só depois de analisar cada etapa vai traçar a estratégia de defesa, mas o criminalista afirmou enxergar o que ele chamou de “perseguição despropositada” contra Cid.

    “Ele é inocente, há uma perseguição despropositada, fora de propósito”, disse o advogado à CNN.

    Professor de Direito Penal, Bittencourt defendeu em 2017 o ex-deputado Rodrigo Rocha Loures, que foi assessor do ex-presidente Michel Temer. Loures foi flagrado com uma mala de R$ 500 mil e fora acusado de intermediar o pagamento de propinas a Temer. Rocha Loures foi absolvido em 2021.

    Bittencourt se apresenta como um “crítico ferrenho da delação premiada” e descartou usar o instrumento jurídico na estratégia de Cid.

    “Não gosto, sou contra a delação premiada, considero até antiético. Não vou dizer que desse leite não beberei, mas se eu puder, não usarei”, afirmou.