Partidos esperam que Planalto comece a responder amanhã sobre cargos

Presidente espera montar uma base com partidos como o PP, o PL, o Republicanos (antigo PRB), e o PSD, integrantes do chamado centrão

Articulação de Jair Bolsonaro com os partidos de centro acontece em meio a uma queda de braço travada por ele com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ)
Articulação de Jair Bolsonaro com os partidos de centro acontece em meio a uma queda de braço travada por ele com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ) Foto: Alan Santos -18.fev.2020/ PR

Daniela Limada CNN

Ouvir notícia

Dirigentes de partidos de centro que estão negociando a adesão ao governo de Jair Bolsonaro esperam uma resposta do Palácio do Planalto aos nomes que indicaram a postos estratégicos já amanhã. Segundo a CNN apurou, as indicações das siglas foram feitas e estão sob avaliação. 

Os comandos do FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação), da Funasa (Fundação Nacional de Saúde), do Banco do Nordeste e de secretarias no Ministério do Desenvolvimento Regional foram colocados na mesa de negociações. 

Com isso, o presidente espera montar uma base com partidos como o PP, o PL, o Republicanos (antigo PRB), e o PSD, integrantes do chamado centrão. 

Nas conversas, o Planalto teria deixado claro que não está disposto a oferecer o comando de ministérios e blindou algumas pastas, como a da Infraestrutura. 

A articulação de Jair Bolsonaro com os partidos de centro acontece em meio a uma queda de braço travada por ele com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ). 

As cúpulas de DEM, PSDB E MDB decidiram não investir em uma aproximação formal com o governo.

Mais Recentes da CNN