Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    PDT define vice-prefeita de Salvador para chapa de Ciro

    O nome de Ana Paula Matos, que é filiada ao partido, foi chancelado em reunião da sigla e confirmado à CNN pelo presidente da legenda

    Gustavo UribeLarissa RodriguesLuciana Amaralda CNN

    Ouvir notícia

    O PDT definiu o nome da vice-prefeita de Salvador, Ana Paula Matos, como candidata a vice-presidente de Ciro Gomes na disputa eleitoral deste ano.

    A informação foi antecipada à CNN pelo presidente nacional do partido, Carlos Lupi, e confirmada em entrevista aos jornalistas em Brasília.

    Após dificuldades em formar alianças com outras siglas, o PDT começou a olhar para os quadros de dentro do partido e decidiu anunciar a escolhida hoje, o último dia possível pelo prazo eleitoral. Agora as legendas têm até 15 de agosto para registrarem os candidatos à Presidência e vice junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

    Ana Paula tem 44 anos e é natural de Salvador, onde foi eleita como vice-prefeita em chapa com Bruno Reis (União Brasil) em 2020, após ter passado por outros cargos municipais. Ela é advogada, professora, pós-graduada em finanças e tem mestrado em administração, sendo servidora concursada da Petrobras.

    Em entrevista nesta sexta, Ciro Gomes afirmou que Ana Paula foi escolhida “por um conjunto de valores e virtudes”.

    “Primeiro, atributos pessoais. Nós estamos escolhendo uma mulher negra, de origem humilde, que fez da sua luta contra todas os estigmas e discriminações, um ato de vitórias sucessivas”, afirmou, ao então ressaltar o currículo acadêmico e política dela.

    “Ela vem para me ajudar a coordenar o programa de governo. Vem para circular o país, representando uma enorme fidelidade por si mesma. E pela estreita confiança que eu tenho na capacidade que ela tem. Na seriedade que ela tem. No patriotismo que ela tem.”

    “Mas vem, especialmente, para me ajudar a fazer do meu governo um governo feminino. Nós todos somos vítimas do patriarcado. Qualquer um de nós já reproduziu piadas machistas. Mas isso só vai ser superado quando nós empoderarmos de verdade as mulheres.”

    Além das características citadas por Ciro, outro ponto a favor de Ana Paula dentro do PDT é o maior diálogo que ela pode proporcionar com o grupo político de ACM Neto (União Brasil), de quem ela é aliada.

    Ana Paula mesmo disse ter a “capacidade e vontade de abrir esse palanque nas comunidades”, ao falar de ACM Neto em coletiva nesta sexta.

    A jornalistas, Ana Paula afirmou reforçou o histórico profissional e ser uma mulher negra. Disse ser “com humildade e carinho, mas também confiança”, que se apresenta ao povo.

    Ao longo da fala, destacou ações enquanto no governo de Salvador e falou que ninguém deve perecer por falta de política públicas.

    A candidata a vice informou que algumas de suas maiores contribuições ao plano de governo de Ciro Gomes serão desenvolver políticas públicas, programas de qualificação para pessoas e ajudar em ideias de ofertas de microcrédito, por exemplo.

    Questionada sobre o fato de ser desconhecida para a maioria da população brasileira, ela defendeu que, “na minha terra”, o povo a conhece e a respeita.

    Ao ser indagada se parece haver casos em que mulheres são escolhidas nas chapas apenas para tentarem atrair mais votos femininos ao cabeça de chapa, Ana Paula defendeu que o tratamento do PDT para a escolha foi a mais respeitosa possível.

    Ciro Gomes afirmou que Ana Paula não desmerece as outras possibilidades que o PDT tinha para a escolha de uma mulher vice. No entanto, defendeu que ela “completa todos os dotes”.

    Sobre a demora em escolher o nome para vice e as tentativas de firmar alianças com outras siglas até o último momento, Ciro disse estar “com um olho na campanha eleitoral e outro no [eventual] governo.” Por isso, argumentou, estava aberto ao diálogo.

    O presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, declarou que Ana Paula “contrabalança o perfil do Ciro” e acredita que o partido estará “em outro patamar” com ela a bordo na chapa. A seu ver, Ana Paula também representa a mulher que querem no Brasil: bem-sucedida e que enfrenta o racismo com ações práticas.

    Escolha no limite do prazo

    Segundo a CNN apurou, Ana Paula foi sondada na quinta-feira (4) para ocupar o posto e aceitou o convite.

    O PDT chegou a avaliar também os nomes da deputada estadual Juliana Brizola (RS) e da ex-reitora da USP (Universidade de São Paulo) Suely Vilela.

    Como em 2018, Ciro vai à disputa presidencial com uma chapa puro-sangue. O partido chegou a negociar com o PSD e com o União Brasil, mas não teve êxito.

    Debate

    As emissoras CNN e SBT, o jornal O Estado de S. Paulo, a revista Veja, o portal Terra e a rádio NovaBrasilFM formaram um pool para realizar o debate entre os candidatos à Presidência da República, que acontecerá no dia 24 de setembro.

    O debate será transmitido ao vivo pela CNN na TV e por nossas plataformas digitais.

    Mais Recentes da CNN