Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Perguntas da Polícia Federal a Bolsonaro sobre joias estão prontas, dizem fontes

    Depoimento está marcado para 11h desta quinta (31); também serão ouvidos Michelle Bolsonaro, Mauro Cid e Frederick Wassef

    Tainá Falcãoda CNN

    em Brasília

    A Polícia Federal (PF) já finalizou a relação de perguntas que serão feitas ao ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) em depoimento sobre o caso das joias, marcado para 11h de quinta-feira (31), na sede da PF, em Brasília.

    Os questionamentos que serão feitos ao ex-presidente estão guardados a sete chaves, para impedir que os investigados treinem suas respostas.

    A âncora da CNN Tainá Falcão obteve acesso a algumas questões que serão levantadas no depoimento.

    Uma delas deve ser se o ex-presidente Jair Bolsonaro deu uma ordem expressa para que o ex-ajudante Mauro Cid vendesse no exterior o relógio Rolex, posteriormente recomprado pelo advogado Frederick Wassef.

    A PF também procurará saber se Bolsonaro pediu para que outros presentes vindos de autoridades da Arábia Saudita fossem vendidos no exterior. Além disso, o ex-presidente deve ser questionado se recebeu dinheiro vivo pela venda dos itens.

    CNN adiantou, na segunda-feira (28), que a Polícia Federal tem feito uma força-tarefa sobre as contas bancárias de Bolsonaro, e que a análise encontrou indícios suspeitos, que também devem ser abordados no depoimento.

    Além do ex-presidente Bolsonaro, também irão depor:

    • A ex-primeira-dama Michelle Bolsonaro;
    • o ex-secretário de Comunicação da Presidência da República Fabio Wajngarten;
    • o ex-ajudante de ordens de Bolsonaro Mauro Cid;
    • o general Mauro Lourena Cid, pai de Mauro Cid;
    • o advogado de Bolsonaro Frederick Wassef;
    • o ex-assessor da Presidência tenente Osmar Crivellati;
    • o ex-assessor da Presidência coronel Marcelo Câmara.