Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Eleições 2022

    PL de Bolsonaro e federação do PT terão maiores bancadas na Câmara

    Partido do presidente elegeu 99 deputados; Federação Brasil da Esperança terá 79 parlamentares

    Arte CNN

    Danilo Moliternoda CNN em São Paulo

    O Partido Liberal (PL), sigla do presidente Jair Bolsonaro, terá a maior bancada da Câmara dos Deputados a partir de 2023, segundo números do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A legenda elegeu 99 parlamentares para a Casa nas eleições deste domingo (2).

    A Federação Brasil da Esperança – composta por PV, PCdoB e pelo PT, do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva – deve ter segunda maior bancada, com 79 parlamentares.

    Nas eleições de 2018, o PT elegeu a maior bancada da Câmara dos Deputados, seguido pelo PSL, que ainda tinha o presidente Bolsonaro como filiado.

    O União Brasil, partido que surgiu a partir da fusão entre DEM e PL, estará representado por 59 parlamentares; o PP, por 47. Republicanos, MDB e PSD vão ter 42 deputados cada.

    A Federação PSDB/Cidadania deve ter 18 deputados a partir de 2023; o PDT, 17; o PSB, 14; a Federação PSOL/Rede, 14; e o Podemos, 11. As demais siglas somadas totalizariam 29 parlamentares eleitos.

    Os deputados mais votados

    Nikolas Ferreira (PL-MG) foi o candidato a deputado federal mais votado do Brasil e da história de Minas Gerais. Com 26 anos e formado em Direito pela PUC-MG, recebeu 1.492.047 votos (com 100% das urnas apuradas).

    Ele é o terceiro deputado mais votado da história da Câmara, atrás de Eduardo Bolsonaro (PL-SP), com 1,84 milhão de votos, em 2018, e Enéas Carneiro, que em 2002 conquistou 1,57 milhão de votos.

    A segunda maior votação em 2022 para deputado federal, com mais de 1 milhão de votos ficou com Guilherme Boulos (Psol-SP).