Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    PL do aborto: Enquete no site da Câmara tem quase 90% de votos contrários

    Com mais de 3 milhões de visualizações, proposta é responsável por 12% de todos os acessos do site da Casa neste ano

    Sessão do plenário da Câmara
    Sessão do plenário da Câmara 12/06/2024 - Mário Agra/Câmara dos Deputados

    Gabriela Boechatda CNN

    A enquete sobre o projeto de lei que equipara o aborto realizado após 22 semanas de gestação ao crime de homicídio simples, disponível no site da Câmara dos Deputados, conta com mais de 950 mil votações, até a manhã deste sábado (15). A grande maioria (88%) declara que “discorda totalmente” do projeto.

    A proposta, que teve a urgência aprovada na Câmara nesta semana, atingiu 3,1 milhões de visualizações e 780 mil interações em apenas dois dias no site da Casa.

    Considerando todas as visualizações registradas no site neste ano, nos 109 mil projetos de lei, o PL do aborto sozinho é responsável por 12% dos acessos.

    De acordo com a Câmara, o alto número de acessos chegou a gerar instabilidade no site na quinta-feira (13), mas o problema foi corrigido de forma rápida.

    PL do aborto

    Na última quarta-feira (12), a Câmara aprovou em votação relâmpago a urgência do PL 1094/24, que equipara o aborto realizado após 22 semanas de gestação ao crime de homicídio simples. Com isso, o texto poderá ser votado em plenário sem precisar passar por comissões temáticas.

    Por estabelecer uma penalidade alta para a mulher que aborta mesmo em casos em que o procedimento é considerado legal no Brasil, o projeto se tornou alvo de críticas e mobilizações.

    Em fala a jornalistas neste sábado (15), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) falou pela primeira vez sobre o assunto. Disse ser uma “insanidade” a possibilidade de uma vítima de estupro receber uma pena maior do que um estuprador, conforme possibilitaria o projeto analisado.

    *Com informações da Agência Câmara