Podemos prepara filiação de general Santos Cruz para esta quinta-feira (25)

Ex-ministro do governo Bolsonaro pretende disputar uma vaga ao Senado; ainda não está definido, no entanto, se será pelo Distrito Federal ou pelo Rio de Janeiro

General Carlos Alberto Santos Cruz, ex-ministro-chefe da Secretaria de Governo
General Carlos Alberto Santos Cruz, ex-ministro-chefe da Secretaria de Governo Foto: CNN Brasil (13.jul.2020)

Iuri PittaRenata AgostiniThais Arbexda CNN

em Brasília e São Paulo

Ouvir notícia

O general Carlos Alberto dos Santos Cruz deve escolher o Podemos, partido do ex-juiz Sergio Moro, para estrear na vida político-partidária. A sigla prepara a filiação para esta quinta-feira (25), em Brasília.

Ele pretende disputar uma vaga ao Senado. Ainda não está definido, no entanto, se será pelo Distrito Federal ou pelo Rio de Janeiro.

Tanto Moro quanto Santos Cruz são ex-ministros do governo Jair Bolsonaro e ambos têm feito críticas públicas à gestão. O militar participou do evento de filiação do ex-juiz ao Podemos e defendeu sua candidatura à Presidência da República em 2022.

A filiação de Santos Cruz foi indicada em tom de suspense e expectativa por Moro e pelo senador Alvaro Dias, líder do Podemos na Casa, em postagem feita nesta quarta-feira (24) nas redes sociais.

“Temos uma grande surpresa pra esta semana”, diz Moro na gravação. “É uma grande liderança nacional que vem reforçar o nosso projeto “, completa o senador.

Alvaro Dias foi quem aproximou Moro do Podemos. Ele também é o responsável pelas articulações para a filiação de outro ex-integrante da Lava Jato: o ex-coordenador da força-tarefa em Curitiba, Deltan Dallagnol.

A cerimônia de lançamento da entrada de Deltan na política começou a ser preparada na semana passada. A tendência é que ocorra em Curitiba, já que a ideia é que ele dispute uma vaga na Câmara dos Deputados pelo Podemos. A festa de filiação ocorrerá em dezembro.

Enquanto os novos colegas preparam o embarque, Moro se movimenta. Ele esteve em Brasília na terça-feira, quando defendeu a alternativa à PEC dos Precatórios no Senado.

Moro também se reuniu com parlamentares do Cidadania, partido que conta com deputados e senadores apoiadores da Operação Lava Jato.

Nesta quarta-feira, o ex-juiz tem conversa marcada com o governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), acompanhado da presidente do Podemos, deputada Renata Abreu (SP), e do líder do partido na Câmara, Igor Timo (MG).

Mais Recentes da CNN