Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Polêmica do leilão de arroz: Após exonerar secretário Neri Geller, ministro confirma demissão de diretor da Conab

    Segundo Paulo Teixeira (Desenvolvimento Agrário), Thiago José dos Santos, “diretor do arroz”, deve ser exonerado na próxima segunda-feira (24)

    Governo cancela leilão de compra de arroz
    Governo cancela leilão de compra de arroz Marcello Casal/Agência Brasil

    Marina Demorida CNN Brasília

    O ministro do Desenvolvimento Agrário, Paulo Teixeira, confirmou, neste sábado (22), ter solicitado a exoneração do diretor de Operações e Abastecimento Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), Thiago José dos Santos.

    A informação foi publicada pelo UOL e confirmada pela CNN.

    “Vou mandar o pedido [de demissão] para o conselho de administração da Conab na segunda-feira (24)”, disse o ministro. Ainda segundo Teixeira, a decisão foi acordada com o ministro da Agricultura, Carlos Fávaro.

    Thiago é conhecido como o “diretor do arroz” e foi assessor do ex-Deputado Federal Neri Geller, também demitido na semana passada da Secretaria de Política Agricultura do Ministério da Agricultura após a polêmica envolvendo irregularidades no leilão do arroz, que acabou sendo anulado pelo governo federal.

    Em meio às suspeitas de fraude, Neri Geller disse à CNN que colocou o cargo à disposição. A demissão ocorreu após a revelação de que o ex-assessor e sócio de Geller, Robson França, atuou como corretor no leilão posteriormente anulado.

    Fontes do setor informaram à CNN que, pelas regras do mercado, a comissão no negócio pode ultrapassar o valor de R$ 5 milhões.

    França trabalhou no gabinete de Geller junto com Thiago dos Santos.

    Procurado pela CNN para comentar o assunto, Santos se limitou a dizer que não foi informado sobre decisão do ministro. O diretor também afirmou que já foram realizados mais de 400 leilões sob as mesmas regras, e que o leilão do arroz foi o 47º deste ano.