Políticos de oposição criticam Bolsonaro por reunião sem máscara com apoiadores

Presidente participou de passeio de moto no Rio de Janeiro e gerou aglomeração; tanto ele quanto a maioria dos apoiadores não usavam máscara

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

Por meio das redes sociais, políticos de oposição a Jair Bolsonaro (sem partido) criticaram a postura do presidente, que esteve no Rio de Janeiro neste domingo (23) para um percurso com motociclistas apoiadores do governo. Bolsonaro e a grande maioria dos participantes não usavam máscaras de proteção contra a Covid-19. 

O senador Humberto Costa (PT-PE), líder da oposição ao governo, afirmou em sua conta no Twitter, que “enquanto Bolsonaro aglomera com a sua claque, moradores do Rio fazem panelaço.” Ele publicou, ainda, um vídeo de moradores nas janelas e sacadas dos prédios por onde Bolsonaro passou de moto, fazendo a manifestação contra o presidente.”

Tweet Senador Humberto Costa (PT-PE)
Tweet do senador Humberto Costa (PT-PE)
Foto: Reprodução / CNN

O senador Rogério Carvalho (PT-SE) fez um post contextualizando o momento da pandemia no país. Ele diz que o SUS [Sistema Único de Saúde] fez um comunicado de emergência alertando Bolsonaro para um novo repique da doença que elevaria o número de mortes. “O que o Bolsonaro faz? Aglomera, não usa máscara e, pior, seus apoiadores tampam alertas sanitários contra a Covid-19”. Durante o ato, uma faixa dos motociclistas em apoio ao presidente foi colocada por cima de um alerta da Prefeitura do Rio de Janeiro sobre o uso obrigatório de máscaras.

Tweet Senador Rogério Carvalho (PT-SE)
Tweet Senador Rogério Carvalho (PT-SE)
Foto: Reprodução / CNN

O deputado Marcelo Ramos (PL-AM), vice-presidente da Câmara, pediu em seu Twitter que Bolsonaro dedique-se a comprar vacinas contra a Covid-19. “No meu país tem 14 milhões de desempregados, 19 milhões com fome, 14,5 milhões na miséria, 800 mil micro e pequenas empresas fechadas. Presidente, concentre-se na compra de vacinas! É isso que o Brasil espera!”.

Tweet Deputado Federal Marcelo Ramos (PL-AM)
Tweet Deputado Federal Marcelo Ramos (PL-AM)
Foto: Reprodução / CNN

A presidente nacional do Partido dos Trabalhadores e deputada federal (PT-PR), Gleisi Hoffmann, também escreveu dizendo que o “passeio de moto de Bolsonaro no Rio mobiliza mil policiais. Gasta $ [dinheiro] público e aglomera.” Ela também disse que falta o presidente visitar hospitais e prestar solidariedade às vítimas da Covid-19. “Visitar hospitais, prestar solidariedade às vítimas da Covid e com quem passa fome, nada!”

Tweet Deputada Federal Gleisi Hoffmann (PT-PR)
Tweet Deputada Federal Gleisi Hoffmann (PT-PR)
Foto: Reprodução / CNN

A expectativa dos organizadores do evento era de que 10 mil pessoas se unissem em apoio ao presidente. O passeio de moto começou por volta das 10h da manhã deste domingo (23) e seguiu rumo ao Aterro do Flamengo, na zona Sul da capital fluminense. No destino final, Jair Bolsonaro, ao lado do ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, e do ex-ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, subiu ao carro de som e fez um discurso ao público. 

Pazuello no Rio sem máscara
Eduardo Pazuello discursa no Rio sem máscara
Foto: CNN Brasil

Embora o ex-ministro tenha chegado usando máscara, ele rapidamente a tirou e permaneceu sem o equipamento de proteção obrigatório.

Mais Recentes da CNN