Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Presidente do PSDB diz que conversou com Leite sobre decisão para prévias

    Eduardo Leite afirmou que “não há acordo” sobre a conclusão da votação das prévias e que nota do PSDB está "equivocada"

    Anna Gabriela Costada CNN

    em São Paulo

    Ouvir notícia

    Após uma reunião entre as principais lideranças do PSDB, nesta segunda-feira (22), o presidente do partido, Bruno Araújo, afirmou que conversou com o pré-candidato à presidência e governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, sobre a decisão nas prévias do partido que irá definir o nome para a corrida eleitoral de 2022.

    Minutos antes, em entrevista coletiva, Eduardo Leite afirmou que “não há acordo” sobre a conclusão da votação das prévias da sigla à Presidência da República no ano que vem, e que nota do partido está “equivocada”.

    “Pode até ter havido uma mudança de posição, mas obviamente eu não sou nenhum leviano e com a responsabilidade que tenho – e com tudo isso que estamos vivendo – estar fazendo qualquer tipo de entendimento este sem ter conversado. Foi devidamente tratado”, afirmou o presidente do PSDB.

    PSDB anunciou na noite desta segunda-feira que a votação das prévias presidenciais do partido será concluída até o próximo domingo (28). A decisão foi tomada em conjunto pela direção do partido e pelos três pré-candidatos, segundo o partido. A informação não foi confirmada por Eduardo Leite, um dos candidatos das prévias.

    “Está claro, está gravado, eu conversei com a campanha e conversei com o governador Leite que essa era uma alternativa, que havia o interesse em terminar o processo de votação o mais rápido possível. Tive essa conversa hoje no partido, deve haver algum engano”, acrescentou Araújo.

    Votação

    votação, iniciada neste domingo (21), foi paralisada após uma falha no aplicativo que impediu que diversos filiados do partido votasse no seu candidato à presidente para as eleições de 2022.

    Segundo o presidente do PSDB, Bruno Araújo, o objetivo é de que a votação seja retomada o mais rápido possível.

    “A emergência se faz porque a gente precisa concluir o processo de prévias. Temos 60% concluído, precisamos garantir o direito dos filiados para encerrarmos esse processo. Não podemos deixar 35 mil filiados esperando, procurar alternativas, empresas privadas que já estão sendo procuradas, é um plano B que está sendo estabelecido”, disse.

    Araújo acrescentou que o processo de votação ainda pode ser retomado até esta quarta-feira.

    “Temos que buscar soluções, alternativas. Já há sinais do processo poder eventualmente voltar na terça ou quarta-feira, claro que esse espaço não é o ideal, mas acho que, o que é ruim para a educação do processo democrático, é interromper um processo que precisa ser concluído”, afirmou.

    *Com informações de João de Mari

    Mais Recentes da CNN