Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Primeira parcela do 13º, PT e PSB apoiam reeleição de Lira e mais de 30 de novembro

    Até dezembro de 2022, 13º salário deve injetar R$ 249,8 bilhões na economia brasileira, montante que representa quase 2,6% do Produto Interno Bruto (PIB) do país

    O presidente da Câmara dos Deputados Arthur Lira
    O presidente da Câmara dos Deputados Arthur Lira Elaine Menke/Câmara do Deputados

    CNN Brasil

    O pagamento da primeira parcela do 13º salário aos trabalhadores de carteira assinada, e o apoio do PT e PSB à reeleição de Lira para a presidência da Câmara estão entre os destaques desta quarta-feira (30).

    13º deve injetar R$ 250 bi na economia; trabalhadores recebem 1ª parcela nesta quarta

    Os trabalhadores de carteira assinada recebem a primeira parcela do 13º salário até esta quarta-feira (30), conforme a legislação.

    Até dezembro de 2022, o benefício deve injetar R$ 249,8 bilhões na economia brasileira, montante que representa quase 2,6% do Produto Interno Bruto (PIB) do país.

    A estimativa é do Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese), que também prevê aproximadamente 85,5 milhões de brasileiros beneficiados com rendimento adicional de R$ 2.672, em média.

    De acordo com especialistas ouvidos pelo CNN Brasil Business, o dinheiro extra pode ser usado para quitar dívidas, comprar presentes de natal ou investir. Ricardo Teixeira, coordenador do MBA em Gestão Financeira da FGV, e Mauricio Takahashi, professor de finanças do Mackenzie, listam um passo a passo do que fazer assim que o dinheiro cair na conta — e evitar dores de cabeça no próximo ano.

    PT e PSB oficializam apoio à reeleição de Lira para presidência da Câmara

    O PT e o PSB confirmaram, nesta terça-feira (29), que apoiarão a reeleição de Arthur Lira (PP-AL) na presidência da Câmara dos Deputados para os próximos dois anos. O anúncio foi feito em entrevista coletiva nesta terça, após reunião da federação da qual o PT faz parte, junto com o PV e o PCdoB, que também apoiarão a reeleição de Lira.

    Com isso, o atual presidente da Câmara já tem o apoio de algumas das maiores bancadas da Casa. Além do PT, PV, PCdoB e PSB, também já formalizaram o apoio a Lira o Republicanos e o União Brasil. PDT e Podemos também já indicaram o apoio ao deputado do PP de Alagoas.

    O líder do PT na Câmara, deputado Reginaldo Lopes (MG), disse que a decisão se deu por consenso na federação do partido de Lula.

    “Nós decidimos pelo apoio à reeleição compreendendo que temos uma agenda de país, de reconstrução do Brasil, que o Lira foi o primeiro a reconhecer a legitimidade das urnas. Entendemos que é possível construir um bloco de governo que possa dar a Lula governabilidade e uma base sólida”, disse Lopes.

    “Bolsonaro vai dar resposta a vocês. Ele é homem”, diz presidente do PL a apoiadores

    O presidente do Partido Liberal, Valdemar Costa Neto, afirmou a manifestantes que o presidente Jair Bolsonaro (PL) falará com seus apoiadores e não irá deixá-los na mão.

    A afirmação foi feita após jantar da legenda na noite desta terça-feira (29), na saída de um restaurante no Setor de Clubes Sul, em Brasília. Um homem que estava em frente ao local abordou Valdemar e perguntou quais as chances de protestos em frente ao quartel em Brasília ter resultado.

    “Tem muita chance. Lógico [que tem chance]. Bolsonaro não falou ainda. Vai falar. Vai animar vocês lá”, disse o presidente do PL.

    Em seguida, o homem afirmou que o presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), não subirá rampa do Palácio do Planalto, e Valdemar respondeu dizendo que Bolsonaro ainda dará uma resposta.

    “Fica firme. Vamos ajudar vocês lá. Podem ter certeza de que Bolsonaro vai dar uma resposta para vocês. Bolsonaro é homem. Pode ter certeza de que ele não vai deixar vocês na mão”.

    PEC do Estouro só será analisada em comissão do Senado na semana que vem

    Embora o PT corra contra o tempo, a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) do Estouro só vai ser analisada na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado na semana que vem, segundo o presidente do colegiado Davi Alcolumbre (União Brasil-AP).

    A comissão é o primeiro passo na análise do texto no Congresso Nacional. Alcolumbre disse que não vai convocar uma reunião da CCJ ainda para esta semana. Questionado sobre o motivo, já que o texto conseguiu mais do que as 27 assinaturas mínimas necessárias, Alcolumbre disse ser preciso “compatibilizar [o texto] com a Câmara”.

    “Se o Senado fizer um texto que não esteja compatibilizado com a Câmara, não vai tramitar em 17 dias”, declarou.

    O relator-geral do orçamento de 2023, senador Marcelo Castro (MDB-PI), decidiu protocolar a PEC do Estouro nesta segunda (28) nos mesmos moldes do anteprojeto que foi apresentado pela equipe de transição: com um gasto extrateto que pode chegar a R$ 198 bilhões.

    TSE marca diplomação de Lula e Alckmin para 12 de dezembro

    O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) marcou para o dia 12 de dezembro a diplomação do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e do vice-presidente eleito Geraldo Alckmin (PSB). A cerimônia tem início previsto para às 14h.

    Antes disso, o próprio TSE deve julgar as contas do Partido dos Trabalhadores (PT). Apenas com a aprovação, os políticos estarão aptos para serem diplomados e exercerem os cargos.

    CNN apurou que o ministro Ricardo Lewandowski, que é o relator, aguarda documentos da sigla e pretende realizar esse processo na semana do dia 5 a 9 de dezembro.

    Segundo a Corte, a diplomação é uma cerimônia que formaliza o resultado das eleições, marcando o fim do processo eleitoral. Os respectivos diplomas serão assinados pelo presidente do Tribunal, ministro Alexandre de Moraes.

    Newsletter

    Para receber as principais notícias todos os dias no seu e-mail, cadastre-se na nossa newsletter 5 Fatos em newsletter.cnnbrasil.com.br.

    * Publicado por Léo Lopes