PSDB terá prévias para o governo de SP entre Garcia e Alckmin, diz cúpula tucana

A informação foi confirmada à CNN pelo presidente do PSDB, Bruno Araújo, e pelo presidente do diretório paulista da sigla, Marco Vinholi

Tainá Falcão e Renata Agostini, da CNN, em São Paulo e Brasília

Ouvir notícia

O vice-governador de São Paulo, Rodrigo Garcia, informou ao PSDB nesta segunda-feira (31) que é pré-candidato ao governo do estado. A manifestação foi feita ao presidente do diretório estadual, Marco Vinholi.

“Eu recebi a manifestação do vice, o primeiro a se manifestar nesse sentido agora vamos dialogar com a executiva sobre o tema.”, disse Vinholi. 

Com isso, o partido realizará prévias entre ele e o ex-governador e candidato à presidência Geraldo Alckmin para definir o nome que irá concorrer ao próximo pleito estadual. Informação confirmada à CNN pelo presidente do PSDB, Bruno Araújo.

“Atitude altiva do vice-governador Rodrigo Garcia. Ele dá demonstração de que sabe que passar pelas prévias legitima qualquer candidato. É também uma demonstração de respeito por Geraldo Alckmin e fortalece a história de discussão democrática interna, que é tradição muito firme do PSDB de São Paulo”, disse Bruno Araújo.

O futuro de Doria

Com isso, aliados confirmam o nome de João Doria como pré-candidato da sigla à presidência da República e descartam que ele busque um plano B, que seria a reeleição ao governo paulista.

A expectativa dos membros da comissão é realizar prévias estaduais em 21 de novembro, mesma data sugerida para prévias que decidirão o candidato do partido à Presidência.

Rodrigo Garcia e Geraldo Alckmin disputarão as prévias do PSDB paulista
Rodrigo Garcia e Geraldo Alckmin disputarão as prévias do PSDB paulista
Foto: Twitter/Reprodução e Facebook/Reprodução

Alckmin vinha recebendo sondagens para deixar o PSDB após a filiação de Garcia. Após perder o vice-governador de São Paulo, que era um de seus quadros mais destacados, a cúpula do Democratas iniciou um movimento para tentar convencer Alckmin a fazer o caminho inverso. O PSD, de Gilberto Kassab, também acalentava interesse em atrair o ex-governador e candidato à Presidência.

Integrantes do partido entendem, porém, que, ao aceitar participar das prévias, Garcia limitou a chance de esse movimento acontecer, já que Alckmin vinha batendo na tecla de que essa era a condição para que ele seguisse na sigla.

A reportagem tentou contato com Alckmin, mas ainda não teve retorno.

Formato das prévias

O PSDB definirá o formato das prévias na próxima terça-feira (8), mas a sugestão inicial é dividir representantes e políticos em quatro grupos, cada um com 25% de peso na escolha.

  • Grupo I: Filiados
  • Grupo II: Prefeitos e vice- prefeitos
  • Grupo III: Vereadores e deputados estaduais, além dos deputados distritais
  • Grupo IV: Governadores, vice-governadores, ex-presidentes e atual da Comissão Executiva Nacional do PSDB. Senadores e deputados federais

Poderão votar todos que estiverem filiados ao PSDB até o dia 31 de maio de 2021.

José Aníbal (PSDB-SP), ex-presidente do partido e coordenador da Comissão de prévias, conversou com a CNN e disse que o partido tem nomes que podem ocupar um “um espaço real à direita e à esquerda” para disputar o cargo contra Bolsonaro, Lula e Ciro.

A escolha de um vice para compor a chapa com o candidato tucano ainda está sendo discutida e, segundo José Aníbal, levará “alguns meses”. O ex-senador defende que seja uma mulher com perfil voltado para agenda social.

Outro nome que tem apoio de parte do PSDB, Eduardo Leite, governador do Rio Grande do Sul, elogiou o modelo escolhido para as prévias.

“Achei positivo. A comissão conseguiu ajustar um modelo que dá equilíbrio federativo, contemplando também o tamanho que o partido tem nos estados”, disse.

Mais Recentes da CNN