Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    PT desiste de realizar festa de aniversário em São Paulo

    Data caiu no Carnaval e comemoração acabou sendo adiada para março, devendo ser substituída por jantar em Brasília

    Ideia inicial era de que o evento ocorresse na capital paulista, com a presença do presidente Luiz Inácio Lula da Silva
    Ideia inicial era de que o evento ocorresse na capital paulista, com a presença do presidente Luiz Inácio Lula da Silva 10/06/2017 - Paulo Pinto/Agência PT

    Clarissa Oliveirada CNN

    São Paulo

    O PT desistiu de realizar uma grande festa em São Paulo no mês que vem, para comemorar seu aniversário de 44 anos. A data, celebrada em 10 de fevereiro, caiu durante o feriado de Carnaval e as celebrações acabaram sendo empurradas para março.

    A ideia inicial era de que o evento ocorresse na capital paulista, com a presença do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Mas, as conversas mais recentes em Brasília, apontam para a realização de um jantar em Brasília.

    A mudança é frustrante para o time de Guilherme Boulos (PSOL), que enxergava na data uma oportunidade de o deputado e pré-candidato à prefeitura paulistana dividir palco com o presidente Lula.

    O PT costuma convidar aliados históricos de outros partidos de esquerda para esse tipo de celebração, da qual costumam participar também diversos ministros e autoridades ligadas à legenda.

    Os preparativos para o evento ainda estãos sendo discutidos, mas uma ideia é aproveitar para repetir a campanha de arrecadação de fundos organizada em anos anteriores com a venda de convites.

    Os ingressos para a festa costumam ser vendidos a preços altos – na última festa que realizou, o PT cobrou R$ 500 pelo convite mais barato. Os valores, entretanto, chegavam a R$ 20 mil.

    Em 2003, a festa ocorreu em uma casa de eventos na capital federal e foi regada a bebidas sofisticadas e um jantar farto. A comemoração entrou madrugada adentro e contou com a presença de ministros, autoridades e nomes históricos do PT. Lula, na época, não participou da celebração.