Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    PT intensifica campanha pública por Marco Aurélio Carvalho na Justiça

    Coordenador do grupo Prerrogativas, coletivo de juristas antilavajatistas ligado ao presidente, o advogado recebeu apoios públicos de deputados, lideranças de movimentos sociais, petistas históricos e juristas ligados ao partido

    Marco Aurélio de Carvalho, advogado e coordenador do Grupo Prerrogativas
    Marco Aurélio de Carvalho, advogado e coordenador do Grupo Prerrogativas Reprodução/Grupo Prerrogativas

    Pedro Venceslauda CNN São Paulo

    Após a sinalização do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) de que deve anunciar o substituto de Flávio Dino (PSB) no Ministério da Justiça e Segurança Pública apenas em fevereiro, o PT ampliou a pressão para ocupar a vaga.

    Coordenador do grupo Prerrogativas, coletivo de juristas antilavajatistas ligado ao presidente, o advogado Marco Aurélio Carvalho recebeu apoios públicos de deputados, lideranças de movimentos sociais, petistas históricos e juristas ligados ao partido.

    Nesta quinta-feira, 14, as bancadas do PT nas Assembleias Legislativas de São Paulo e do Piauí e na Câmara dos Vereadores da capital paulista divulgaram notas e moções de apoio à indicação de Carvalho.

    “Sua figura representa a defesa implacável dos direitos humanos e uma poderosa expressão antirracista que, aliada à sua destreza jurídica, pode contribuir grandemente para o país”, disse a nota assinada pelos vereadores petistas da capital.

    No mesmo dia, o ex-deputado e ex-presidente do PT, José Genoino manifestou em artigos publicados em sites de esquerda o apoio ao coordenador do grupo Prerrogativas, assim como os deputados Jilmar Tatto (PT-SP) e Rui Falcão (PT-SP).

    O nome de Carvalho unificou as tendências do PT após a presidente do partido, Gleisi Hoffmann, dizer que segue à frente do partido.

    Procurado pela CNN, Carvalho disse que se sente honrado com os apoios, mas não está em campanha.