Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Recomendação de Lula é que não deve faltar apoio ao Rio, diz Waldez Góes em encontro com Castro

    Ministro da Integração e do Desenvolvimento Regional se encontrou com o governador do Rio de Janeiro, Cláudio Castro (PL), nesta terça-feira (16)

    Lucas SchroederManoela CarlucciRachel Amorimda CNN

    São Paulo e Rio de Janeiro

    O ministro da Integração e do Desenvolvimento Regional, Waldez Góes, afirmou nesta terça-feira (16) que a recomendação do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) é de que não deve faltar apoio ao Rio de Janeiro, atingido por fortes chuvas que causaram ao menos 12 mortes nos últimos dias.

    “A recomendação de Lula é que não deve faltar apoio. Estamos aqui para isso. Se o orçamento não for suficiente, Medida Provisória (MP), como ele fez ano passado, foram mais de 2.000 municípios que viveram essa situação de emergência ano passado”, declarou Góes.

    Mais cedo, o governador do Rio de Janeiro, Cláudio Castro (PL), se reuniu com Góes e os ministros João Paulo Capobianco (substituto do Meio Ambiente), Osmar Almeida Júnior (substituo do Desenvolvimento e Assistência Social) e Anielle Franco (titular da Igualdade Racial).

    “Foi uma reunião muito democrática, onde os prefeitos puderam expor que aconteceu nas suas cidades. Essa abertura do diálogo in loco é fundamental. Essa reunião foi para quebrar esses muros e degraus que fazem com que, às vezes, as coisas não andem na prática”, enfatizou o governador Cláudio Castro.

    “Já temos um rito de trabalhar em parceiro com os estados e municípios, sobretudo nessa agenda de atenção à população atingida. Isso se faz por aproximação ou virtual, ou presencial. Quanto for necessário de ajuda humanitária, de restabelecimento e construção, nós faremos”, acrescentou Góes.

    Ainda de acordo com Castro, a gestão estadual deve liberar inicialmente 30 mil cartões do programa Recomeçar, habitualmente destinados às pessoas fortemente atingidas pelos desastres naturais. O governador disse que a ideia é iniciar a liberação dos recursos na próxima semana.

    “A gente já está nos cadastros junto com as prefeituras. Depois daqui tenho uma reunião de orçamento para falar exatamente deste programa. A ideia é começar as liberações a partir da semana que vem. Estamos muito tranquilos de que todos os atendimentos serão feitos sem problema algum.”