Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Relatora da CPMI do 8 de Janeiro pede acareação entre Mauro Cid e Bolsonaro

    Pedido precisa ser colocado em votação pelo presidente da comissão, Arthur Maia (União-BA), que tem negociado os requerimentos entre o governo e a oposição

    Então presidente Jair Bolsonaro e seu então ajudante de ordens, Mauro Cid
    Então presidente Jair Bolsonaro e seu então ajudante de ordens, Mauro Cid 18/06/2019REUTERS/Adriano Machado

    Raquel Landim

    A relatora da CPMI do 8 de Janeiro, senadora Eliziane Gama (PSD-MA), protocolou, nesta quinta-feira (14), um pedido de acareação entre Mauro Cid e Jair Bolsonaro (PL).

    No pedido, ao qual a CNN teve acesso, a relatora argumenta que “um dos desdobramentos mais importantes alcançados pela comissão foi a vinculação de Cid com os atos antidemocráticos do dia 8 de janeiro”.

    O documento afirma ainda que a vinculação, aparentemente, não se deu por vontade própria, mas “no estrito cumprimento de ordens superiores”.

    “Então, nesse sentido, pleiteia-se justamente a acareação entre o Senhor Mauro Cid e o seu então chefe, o ex-Presidente da República. Este Colegiado precisa se debruçar sobre a verdade dos fatos atinentes à ajudância de ordens, sobretudo dentro do contexto recente de fechamento de um acordo de colaboração premiada entre a Polícia Federal e o Senhor Mauro Cid, já devidamente homologado pelo Supremo Tribunal Federal”.

    O pedido precisa ser colocado em votação pelo presidente da comissão, Arthur Maia (União-BA), que tem negociado os requerimentos entre o governo e a oposição.

    Se for colocado em votação, o governo tem maioria para aprová-lo.

    Vídeo — Coppolla e Cardozo debatem se Bolsonaro foi “traído” por Mauro Cid