Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Retorno de Bolsonaro a Brasília deve mobilizar mais de 500 policiais e Esplanada fechada

    PF será responsável por segurança no lado de dentro do aeroporto; PM, Detran e DER do lado de fora

    Elijonas Maiada CNN

    Em Brasília

    O esquema de segurança para recepcionar o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) deve envolver ao menos 500 policiais na próxima quinta-feira (30) e a Esplanada dos Ministérios deve ser fechada. A CNN teve acesso com exclusividade às informações do planejamento, que está sendo elaborado pelo Governo do Distrito Federal.

    O voo de Bolsonaro está previsto para desembarcar às 7h10 e muitos apoiadores do ex-presidente já confirmaram que vão recepcionar o político no saguão. Por conta disso, todas as forças de segurança do DF estarão a postos desde a madrugada, já às 4h.

    Do lado de dentro do aeroporto, a segurança ficará por conta da Polícia Federal, que é responsável pela segurança aeroportuária no Brasil. O saguão também terá esquema da PF, com reforço de agentes.

    A Polícia Militar do DF terá mais de 500 policiais no esquema de segurança, do lado de fora do Aeroporto Presidente Juscelino Kubitschek, no policiamento ostensivo. A PM fechará a Esplanada dos Ministérios à meia-noite, sete horas antes de o voo com o ex-presidente chegar.

    O motivo do bloqueio na Esplanada é evitar atos como os de 8 de janeiro, quando as sedes dos Três Poderes foram atacadas e vandalizadas.

    A PM decidirá se o comboio de Jair Bolsonaro precisará de escolta no momento. Isso porque não está definido se ele sairá pela base militar ou pelas vias habituais do aeroporto. “Depende de quantos manifestantes estiverem lá, do calor da situação, se haverá manifestação”, disse à CNN uma fonte que participou da reunião nesta terça-feira.

    A PM terá no esquema policiais do Comando de Policiamento de Trânsito, que inclui os batalhões Rodoviário e o de Trânsito; o Batalhão de Operações Especiais (Bope); o Batalhão de Patrulhamento de Choque (BPChoque), as Tropas Convencionais da Área Central; O Batalhão com Cães (BPCães); e e a Cavalaria.

    O objetivo da Secretaria de Segurança Pública do DF é repetir o esquema do 7 de Setembro do ano passado, quando todas as forças estiveram presentes e a operação foi considerada um sucesso. O Departamento de Trânsito do DF (Detran-DF) e o Departamento de Estradas de Rodagem (DER-DF) também estão no aeroporto de Brasília, bem como o Corpo de Bombeiros.

    O secretário de Segurança do DF, delegado Sandro Avelar, concederá uma entrevista coletiva nesta quarta-feira às 15h para informar os detalhes do esquema à imprensa.

    Evitar tumulto

    A média de passageiros que embarcam, desembarcam ou fazem conexão no Aeroporto Internacional de Brasília é de 35 mil por dia. Um dos objetivos do esquema de segurança, conforme as autoridades, é evitar ao máximo que haja tumulto no saguão ou na área de desembarque. Ou, caso tenha, que seja resolvido no menor tempo possível para não prejudicar os demais tripulantes.