Rodrigo Garcia busca aproximação com policiais em agendas como governador

A estratégia de aproximação com um público que foi hostil ao antecessor, o ex-governador e pré-candidato presidencial João Doria

Rodrigo Garcia em cerimônia com PM
Rodrigo Garcia em cerimônia com PM Divulgação

Iuri Pitta

Ouvir notícia

Recém-empossado governador de São Paulo, Rodrigo Garcia (PSDB) tem incluído visitas a batalhões da Polícia Militar e delegacias da Polícia Civil em suas primeiras agendas como chefe do Executivo paulista. Nesta quarta-feira (13), repetiu a prática e foi a um local simbólico das forças de segurança no estado: o Batalhão das Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar (Rota), tropa de elite da PM paulista, no centro da capital.

A estratégia de aproximação com um público que foi hostil ao antecessor, o ex-governador e pré-candidato presidencial João Doria, tem objetivos administrativos e político-eleitorais. Rodrigo Garcia terá como adversário na campanha à reeleição o ex-ministro Tarcísio Gomes de Freitas (Republicanos), que já fez gestos em direção aos policiais quando, por exemplo, defendeu a remoção das câmeras das fardas dos PMs. A medida foi adotada pela atual gestão e é elogiada por especialistas em segurança pública e em direitos humanos, não só por reduzir a letalidade da corporação, como por diminuir os riscos à vida dos próprios policiais envolvidos nas operações.

Rodrigo Garcia
Além do Batalhão da Rota, Garcia visitou nos últimos dias os Batalhões da PM em Franca e em Marília / Divulgação

As visitas do atual governador às unidades policiais têm sido marcadas pela informalidade. Além de demonstrar preocupação com a valorização das polícias, Rodrigo Garcia procura perguntar aos comandos dos batalhões e delegados as necessidades regionais e os agentes que têm se destacado. Com isso, espera reduzir o apoio esperado a Tarcísio, herdado da proximidade com o presidente Jair Bolsonaro (PL), nesses segmentos.

Além do Batalhão da Rota, Rodrigo Garcia visitou nos últimos dias os Batalhões da PM em Franca e em Marília – no último, chegou a almoçar com os policiais militares. A rotina deve se repetir em outras cidades do interior do estado, associadas a agendas do Governo na Área, política de aproximação do Palácio dos Bandeirantes com as principais regiões de São Paulo.

Mais Recentes da CNN