Rodrigo Pacheco deve assumir Presidência da República semana que vem

Com Jair Bolsonaro, Hamilton Mourão e Arthur Lira com viagens programadas para fora do país, chefia do Executivo cairá nas mãos do presidente do Senado, terceiro na linha sucessória

Rodrigo Pacheco, presidente do Senado
Rodrigo Pacheco, presidente do Senado Marcelo Camargo/Agência Brasil

Rudá Moreirada CNN

Brasília

Ouvir notícia

O presidente do Senado e do Congresso Nacional, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), deverá assumir o cargo de presidente da República temporariamente na próxima semana, já que Hamilton Mourão (vice-presidente) e Arthur Lira (presidente da Câmara) se programam para estar fora do país no mesmo período em que Jair Bolsonaro.

As ausências dos antecessores na linha sucessória da presidência se devem ao fato de que se tornariam inelegíveis caso assumissem temporariamente o cargo de Bolsonaro. Mourão e Lira pretendem concorrer a cargos no Legislativo nas eleições de outubro deste ano.

Bolsonaro está com viagem marcada para Georgetown, na Guiana, ao norte do país. Segundo o aviso oficial do Itamaraty, o presidente viaja na próxima sexta-feira (6).

Um dia antes, o vice-presidente e pré-candidato ao senado pelo Rio Grande do Sul, Hamilton Mourão (Republicanos), confirmou oficialmente que cruzará a fronteira do sul para o Uruguai – onde fica até o dia 7.

Próximo na linha sucessória, o presidente da Câmara Arthur Lira (PP-AL) – que pretende tentar a reeleição como deputado – programa uma viagem aos Estados Unidos, de acordo com um interlocutor do parlamentar.

Com isso, o cargo mais alto do país deverá ser ocupado interinamente ao terceiro na linha sucessória, Rodrigo Pacheco – que pretende ficar no Brasil no período, segundo uma fonte da CNN próxima ao senador mineiro.

Pacheco, que tem mandato no Senado até 2027, chegou a se lançar pré-candidato ao Planalto, mas desistiu oficialmente e não demonstra interesse em concorrer a outro cargo.

Mais Recentes da CNN