Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Rosa Weber determina novas diligências sobre conduta de Bolsonaro na pandemia

    Ministra aceitou um pedido da cúpula da CPI da Covid e mandou a Polícia Federal fazer novas diligências para investigar a conduta do presidente e do ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello

    Gabriela CoelhoGabriel Hirabahasida CNN

    A ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal, acatou um pedido da cúpula da CPI da Covid e mandou a Polícia Federal fazer novas diligências para investigar a conduta do presidente Jair Bolsonaro e do ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello durante a pandemia.

    A decisão ocorreu após pedido dos senadores sobre o arquivamento de parte das apurações. Os senadores pediram ainda que a PF indexe às apurações “fatos, imputações, provas e indiciados a partir do relatório final e do acervo documental da CPI”.

    A ministra determinou ainda que a PF organize os elementos de provas reunidos pela CPI.

    “A diligência instrutória pleiteada tem pertinência com o objeto investigado e potencial epistêmico para colher novos elementos a respeito dos fatos em apuração, não malferindo direitos e garantias individuais, razão pela qual viável a autorização de seu emprego”.

    Em julho, a vice-procuradora-geral da República Lindôra Araujo pediu o arquivamento dos casos por suposta falta de elementos robustos reunidos pela CPI.

    A ministra considerou plausíveis as preocupações externadas pelos senadores que compuseram os órgãos diretivos da CPI.

    Uma das ações investiga crime de suposto crime de prevaricação Bolsonaro. Outra investiga suposto crime de charlatanismo de Bolsonaro e a terceira investiga crime de suposto emprego irregular de verbas ou rendas públicas por parte do presidente e Pazuello.

    Procurado, o Planalto ainda não se manifestou.