Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Rosa Weber diz que rezou junto de Moraes com presos pelos atos de 8 de janeiro

    Magistrados estiveram nos Complexos da Papuda e da Colmeia, em Brasília, em abril

    Fellipe Sampaio/SCO/STF

    Douglas Portoda CNN

    São Paulo

    A ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF), disse, na última quinta-feira (28), que rezou junto do ministro Alexandre de Moraes com os presos pelos atos criminosos do 8 de janeiro nas penitenciárias da Colmeia e da Papuda, em Brasília.

    Declaração aconteceu durante a posse do ministro Luís Roberto Barroso como presidente da Suprema Corte.

    “Ministro Alexandre de Moraes, companheiro indefectível de andanças, jamais recusou um dos meus convites para visitar unidades prisionais, e me tornou testemunha do apreço que os detentos têm, e as detentas, por sua excelência”, disse Weber.

    “Rezamos juntos, convidados pelos detentos de 8 de janeiro, e depois percorremos diversas celas, tanto da Colmeia, quanto da Papuda. E o ministro Alexandre foi aplaudido. Eu, não, ministro Alexandre, também provou, né [a comida]”, prosseguiu.

    Weber e Moraes visitaram os presídios em abril. Na ocasião, os magistrados conversaram com os detentos.

    Ministra Rosa Weber, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), e o ministro Alexandre de Moraes, presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), durante visita ao Complexo da Papuda / Divulgação/STF

    Na Papuda, os ministros inspecionaram as condições da unidade prisional e da alimentação. Conforme comunicado do STF, Moraes também provou a comida.

    Ministro Alexandre de Moraes provando a comida servida aos presos no Complexo da Papuda / Divulgação/STF

    A ministra deixará o STF neste sábado (30), dias antes de completar 75 anos, idade máxima para atuar na Corte.

    Veja também: Rosa Weber: STF é pilar da democracia brasileira