Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Se for preso, Bolsonaro não será destruído, mas exaltado, diz Malafaia em ato com ex-presidente

    Responsável por organizar e arcar com manifestação na Av. Paulista, pastor ataca ministros do STF e afirma que Jair Bolsonaro é o "maior perseguido político" da história do país

    Da CNN

    O pastor evangélico Silas Malafaia afirmou, neste domingo (25), que caso prendam o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), ele não será destruído, mas exaltado. A fala aconteceu durante o ato pró-Bolsonaro na Avenida Paulista, em São Paulo.

    “Toda essa engenharia do mal, toda essa maldade contra Bolsonaro, covarde, ao arrepio da lei e da Constituição… Presidente, você com Deus é maioria sempre. E eu vou dizer uma palavra que eu disse para você algumas vezes no telefone. Eu não desejo isso pra você, mas vou deixar aqui uma palavra: ‘Se eles te prenderem você vai sair de lá exaltado. Você vai sair de lá exaltado. Se eles te prenderem, não vai ser pra sua destruição, mas para a destruição deles. Você vai sair de lá exaltado”, afirmou Malafaia.

    Malafaia disse ainda que Bolsonaro é o “maior perseguido político” da história do país. O ex-presidente é investigado pela Polícia Federal por suspeita de ter tentado dar um golpe de Estado.

    Ainda em seu discurso, Malafaia atacou ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). “Como um ministro do STF tem lado? Ele não tem que combater a extrema direita nem a extrema esquerda. Ele é o guardião da Constituição.”

    Responsável por organizar e arcar com os custos do ato, Malafaia disse à CNN que os custos do evento foram de cerca de R$ 100 mil.

    O ato contou com três trios elétricos. O “Trio Demolidor”, principal caminhão onde Bolsonaro fará seu discurso, foi alugado por R$ 55 mil. O Demolidor foi o mesmo utilizado por Bolsonaro no ato de 7 de setembro de 2022, quando ele ainda era presidente. O outro veículo vai abrigar senadores e deputados e custou R$ 19 mil.

    O restante do dinheiro foi usado para contratar ambulâncias que ficarão no local durante o evento e grades de segurança.

    *Publicado por Douglas Porto