Senado fará sabatina de todos os 32 indicados a embaixador em apenas um dia

Depois, junto com o diplomata Nestor Forster, já ouvido pelo colegiado em fevereiro, eles precisarão ter os nomes confirmados pelo Plenário da Casa

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre, em sessão remota; plenário será retomado semipresencialmente para votar indicações (29.abr.2020)
O presidente do Senado, Davi Alcolumbre, em sessão remota; plenário será retomado semipresencialmente para votar indicações (29.abr.2020) Foto: Leopoldo Silva/Agência Senado

Larissa Rodrigues, da CNN, em Brasília

Ouvir notícia

O Senado Federal retomará, entre os dias 21 e 25 de setembro, sessões semipresenciais para apreciar indicações aos postos diplomáticos nas embaixadas brasileiras e organizações internacionais. Ao todo, 32 nomes serão sabatinados pela Comissão de Relações Exteriores (CRE). Depois, junto com o diplomata Nestor Forster, já ouvido pelo colegiado em fevereiro, eles precisarão ter os nomes confirmados pelo Plenário da Casa. 

Leia mais:
Autora da PEC da reeleição se filiará ao PSD, tirando hegemonia do MDB no Senado

Os 32 indicados serão ouvidos pela CRE em apenas um dia, em 21 de setembro. Para dar tempo de todos falarem, eles serão divididos em grupos a serem sabatinados conjuntamente pelo colegiado, nos períodos da manhã, tarde e noite. A expectativa é que, já no dia seguinte, os nomes dos profissionais que deverão assumir embaixadas brasileiras pelo mundo sejam apreciados em Plenário pelos senadores. 

Os indicados poderão comandar embaixadas em países como Irlanda, Dinamarca, Iraque, África do Sul, Canadá e os vizinhos Argentina, Chile, além dos Estados Unidos. Não só diplomatas, mas também profissionais de outras áreas foram indicados pelo presidente da República, Jair Bolsonaro. É o caso do General Gerson Menandro Garcia de Freitas, que poderá assumir a embaixada do Brasil em Israel.

Durante esta semana, na manhã do dia 22 de setembro, também serão sabatinados pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) os nomes de Carlos Augusto Amaral Oliveira, Leonardo Puntel e Celso Luiz Nazareth para os cargos de ministros do Superior Tribunal Militar (STM). No dia 22, à tarde, a votação dos sabatinados pela CCJ e pela CRE terá início em Plenário.

Entenda: 

Cabe ao Senado a aprovação, por voto secreto e após sabatina, de indicações do Executivo para ministros do Tribunal de Contas da União (TCU), integrantes de tribunais superiores, procurador-geral da República, chefes de missões diplomáticas e diretores de autarquias e de agências reguladoras. Durante a pandemia do novo coronavírus, nenhuma dessas sessões com votação secreta ocorreu.

Com todos esses nomes de indicados acumulados, o Senado promete realizar as sabatinas e votações por meio de terminais instalados fora do Plenário. Totens foram colocados na garagem e na Chapelaria do Congresso Nacional, para uma votação nos moldes “drive thru”. Dessa maneira, o senador que fizer parte do grupo de risco poderá votar de dentro do carro, tendo acesso ao sistema biométrico de votação, dados do painel e informações sobre os indicados.

Tópicos

Mais Recentes da CNN