Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Senado: Rodrigo Pacheco abre mão do governo de MG em 2022 por apoio do PSD

    Negociação ocorre para a disputa da presidência do Senado; ele vai rivalizar contra candidato que o MDB lançar

    Senador Rodrigo Pacheco
    Senador Rodrigo Pacheco Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

    Basília Rodriguesda CNN

    Ouvir notícia

    Em troca de votos do PSD para a eleição de presidente do Senado, o senador Rodrigo Pacheco (DEM) abriu mão de disputar o governo de Minas Gerais em 2022.

    “Isso é uma constatação. Eventual assunção à presidência do Senado não permite que se evolua outro projeto eleitoral imediato. Exige-se uma dedicação exclusiva para vencer os muitos desafios nacionais”, afirmou à CNN um dos estrategistas da campanha de Pacheco. Ele é o candidato do grupo do atual presidente do Senado, Davi Alcolumbre, e vai rivalizar contra o candidato que o MDB lançar.

    Leia também:
    PSD decide apoiar candidato de Alcolumbre à presidência do Senado
    Com apoio do centrão, Rodrigo Pacheco desponta como opção para comando do Senado
    Calheiros tenta emplacar novo nome do MDB para disputar a presidência do Senado

    A confirmação do apoio veio na noite desta terça-feira (5). Como a segunda maior bancada do Senado, o PSD elevou seu passe e colocou na negociação a articulação das eleições de 2022, principalmente em Minas Gerais, que é o reduto eleitoral tanto de Pacheco quanto de importantes nomes do partido, como o prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil, e o senador Antonio Anastasia – ambos de olho no governo do estado.

    Uma vez presidente do Senado, houve preocupação do PSD de que Pacheco ganhasse muito cartaz e se cacifasse para o governo mineiro.

    Destaques do CNN Brasil Business
    Queima de estoque do Magazine Luiza promete itens com até 80% de desconto
    Guedes interrompe férias e se reúne com Bolsonaro nesta quarta-feira
    Ainda vale entrar na bolsa? Veja 8 ações recomendadas para 2021

    Mais Recentes da CNN