Senadores comemoram com Alcolumbre votos no STF, mas se queixam de ausências

Entre uma ligação e outra, senadores do PP, PL, PSB e MDB reclamaram da ausência do presidente da Casa nas últimas semanas

O presidente do Congresso, Davi Alcolumbre, durante sessão
O presidente do Congresso, Davi Alcolumbre, durante sessão Foto: Reprodução/TV Senado (15.jul.2020)

Larissa Rodrigues, da CNN, em Brasília

Ouvir notícia

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), está recebendo, durante toda esta sexta-feira (4), ligações de parlamentares para comentar e até comemorar o resultado dos primeiros votos do julgamento no Supremo Tribunal Federal (STF), que analisa a possibilidade de reeleição para as presidências da Câmara e do Senado.

No entanto, entre uma ligação e outra, senadores do PP, PL, PSB e MDB reclamaram da ausência do presidente da Casa nas últimas semanas.

Segundo interlocutores ouvidos pela CNN, os senadores estão dizendo a Alcolumbre que sua ausência no Senado, em especial no último mês, passa a imagem de que para o presidente da Casa a prioridade é seu estado, Amapá, e não Congresso Nacional.

Josiel Alcolumbre, irmão do presidente do Senado, concorre a prefeito de Macapá (AP) nas eleições para a prefeitura que acontecem neste domingo (6).

De acordo com eles, se Davi Alcolumbre não começar a priorizar as atividades parlamentares, isso pode prejudicar sua reeleição, mesmo se o Supremo autorizar a ele concorrer a um segundo mandato.

Assista e leia também:

Quatro ministros do STF votam para liberação de reeleição de Maia e Alcolumbre
Conexão CNN: As duas teses no STF sobre a reeleição na Câmara e no Senado
‘Constituição é clara, não pode’, diz Mourão sobre reeleição no Congresso

A prova da ausência de Alcolumbre no Senado é que ele não preside uma sessão da Casa desde o dia 3 de novembro, mesmo dia em que o Amapá teve seu primeiro apagão registrado. De lá para cá, as seis sessões que aconteceram foram presididas pelo vice-presidente, Antonio Anastasia (PSD-MG). 

A ausência mais sentida foi em 25 de novembro.

Neste dia, enquanto o plenário do Senado aprovava matérias importantes, como a Lei de Falências e um projeto que agrava crimes motivados por racismo – após a morte de João Alberto em um supermercado em Porto Alegre, que teve repercussão nacional — Alcolumbre fazia uma live ao vivo nas redes sociais ao lado do presidente da República, Jair Bolsonaro, que assinava uma Medida Provisória para isentar os moradores de Amapá do pagamento da conta de luz.

Essa semana, o presidente do Senado está em Brasília, mas não presidiu nenhuma das duas sessões realizadas. Enquanto isso, participou de uma reunião da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), que aprovou a redução de 4,12% no valor da tarifa de energia elétrica no Amapá.  

Em novembro, como mostrou a CNN, Alcolumbre chegou a ligar para o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso, para pedir que as eleições no estado fossem adiadas, o que de fato acabou acontecendo.

O primeiro turno, opondo Josiel e outros nove candidato, acontece neste domingo (6). Caso haja segundo turno, a votação acontecerá no dia 20 deste mês.

Mais Recentes da CNN