Senadores da CPI da Pandemia decidem suspender acareação entre Onyx e Miranda

O objetivo era confrontar a versão de cada um sobre as notas fiscais internacionais (invoices) da negociação do governo brasileiro pela compra da vacina indiana

Nohlan Hubertus, da CNN, em Brasília

Ouvir notícia

 

 
Os senadores da CPI da Pandemia decidiram suspender a acareação entre o ministro do Trabalho e Previdência, Onyx Lorenzoni, e o deputado Luís Miranda (DEM-DF). A decisão foi tomada após uma reunião na noite desta segunda-feira (16)

A acareação estava prevista para esta semana. O objetivo era confrontar a versão de cada um sobre as notas fiscais internacionais (invoices) da negociação do governo brasileiro pela compra da vacina indiana Covaxin. O ministro chegou a mostrar um documento que supostamente desmentia os irmãos Miranda. 

Tanto o presidente da CPI, Omar Aziz(PSD-AM), quanto o vice-presidente Randolfe Rodrigues (Rede-AP) eram favoráveis ao cancelamento. Renan Calheiros((MDB-AL), relator da comissão, defendia a acareação, mas foi voto vencido. 

 

“Nós teríamos um evento que talvez fosse animado, mas que teria pouco resultado prático para a investigação. Consideramos mais eficaz concluirmos a investigação sobre a Precisa, que não se resume ao contrato com a Covaxin”, disse para a CNN Randolfe. 

Além dessa linha de investigação, os senadores da CPI temiam que Lorenzoni usasse a acareação como um palaque eleitoral, com poucos resultados práticos para eles. Na última semana, o depoimento do líder do governo na Câmara, Ricardo barros, foi interrompido após ataques contra a comissão

Esta é a segunda mudança no calendário da CPI nesta semana. Para a próxima terça-feira (17), estava previsto inicialmente o depoimento do  ex-secretário da Saúde do Distrito Federal Francisco Araújo, mas agora também receber Alexandre Figueiredo Costa Silva Marques, auditor do TCU autor de ‘estudo paralelo’ e ex-secretário de Saúde do DF. Segundo Aziz, Marques pode trazer “um fato novo” na polêmica envolvendo Onyx e Miranda. 

Onyx Lorenzoni
O ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República, Onyx Lorenzoni, falou com exclusividade à CNN
Foto: CNN Brasil (15.abr.2021)

Mais Recentes da CNN