Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Sete manifestantes foram detidos em confusão na Alesp, diz Secretaria da Segurança de SP

    Cidadãos foram detidos durante sessão para votar o projeto de lei sobre escolas cívico-militares

    Maria Clara Matosda CNN*Bárbara Brambilada CNN São Paulo

    Sete manifestantes foram detidos pela polícia militar durante uma sessão na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) nesta terça-feira (21). A informação é da Secretaria da Segurança Pública de São Paulo.

    A confusão aconteceu durante análise do projeto de lei que cria escolas cívico-militares no estado. A proposta é de autoria do governador Tarcísio de Freitas (Republicanos).

    Segundo a SSP, os manifestantes foram detidos após tentarem invadir o local, e a detenção foi feita “para garantir a segurança dos participantes do ato e de pessoas no plenário”.

    A ocorrência será apresentada no 27º Distrito Policial.

    Deputada ferida

    A deputada estadual Monica Seixas (PSOL-SP) relata ter sido ferida durante a confusão.

    “Fui tentar defender alguns estudantes que faziam manifestação pacífica contra a proposta, que prevê a militarização das escolas públicas, da tropa de choque e sofri agressão por tabela”, diz a parlamentar.

    “É inaceitável que estudantes sejam tratados dessa maneira com bombas e prisões. Se fazem isso na casa do povo, imagina o que farão nas escolas”, complementa Seixas.

    Em resposta, a SSP afirmou que a Polícia Militar e a Polícia Civil estão “à disposição da parlamentar e dos estudantes para oficializar a denúncia” e que a polícia está analisando as imagens do ocorrido.

    *Sob supervisão de Nathan Lopes