SP: Polícia abre inquérito para apurar crime de honra contra Michelle Bolsonaro

Polícia Civil investiga ofensas sofridas pela primeira-dama na internet

Anne Barbosa e Isabel Campos, da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

A primeira-dama Michelle Bolsonaro compareceu à 4ª Delegacia de Investigações Gerais sobre Crimes Eletrônicos, no Deic, em São Paulo, para ratificar os termos de iniciação de um inquérito que investiga ofensas sofridas por ela pela internet. Michelle permaneceu no local por cerca de 10 minutos e não falou com a imprensa.

Leia também:
Aprovação de Bolsonaro é de 40%, segundo pesquisa CNI/Ibope
Marco Aurélio vota para que Bolsonaro possa depor por escrito

De acordo com a Polícia Civil, a primeira-dama é vítima de calúnia, difamação e crime contra a honra. A polícia disse ainda que o advogado de Michelle foi quem solicitou a abertura do inquérito e, por se tratar de uma ação privada, Michelle precisa comparecer à delegacia para ratificar os termos.

A CNN apurou que o provedor de internet de onde partiu o crime está em São Paulo e, por isso, o processo foi iniciado no Estado. O inquérito está em segredo de Justiça.

Mais Recentes da CNN