Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Suposta conversa entre Bolsonaro e ex-ministro sobre operação é tema do Debate CNN

    Em ligação grampeada pela Polícia Federal, Milton Ribeirto disse à sua filha que o presidente teria afirmado ter um “pressentimento” de que o ex-subordinado poderia ser alvo de uma operação

    Elis FrancoJúlia Vieirada CNN

    Em São Paulo

    Ouvir notícia

    Em debate realizado pela CNN nesta segunda-feira (27), os deputados federais Alessandro Molon (PSB-RJ) e Cabo Junio Amaral (PL-MG) comentaram sobre o teor da ligação grampeada pela Polícia Federal em que o ex-ministro da Educação Milton Ribeiro disse à sua filha que o presidente Jair Bolsonaro (PL) teria afirmado que tinha um “pressentimento” de que ele poderia ser alvo de uma operação.

    Para Junior Amaral, é natural que o presidente tivesse a “expectativa” de uma busca e apreensão contra Ribeiro diante dos supostos áudios revelados à imprensa relacionando o ex-ministro com os pastores.

    “É claro que após aquela denúncia, aquela gravação com o pastor e aquela reunião, algo muito incômodo foi gerado ao governo. Mesmo não tendo ali nenhuma prova, não deixa de ser, sim, constrangedor para o ministro. É natural que ele [o presidente] imaginasse que pudesse acontecer uma investigação tendo o ex-ministro como alvo”, argumenta o parlamentar do PL.

    “Não se pode tratar como fato um comentário que o ministro fez com alguém”, acrescenta o cabo.

    Alessandro Molon, por sua vez, considera que a suposta conversa entre o chefe do Executivo e o seu ex-subordinado é um “fato de maior gravidade”.

    “Evidentemente ele estava dando um sinal para o ex-ministro de que ele deveria se preparar para um operação com o objetivo de – ao que tudo indica que era essa a intenção – ocultar provas, destruir provas e embaraçar a investigação, que poderia confirmar um ato de corrupção de um ex-subordinado seu”, defende o deputado.

    Assista ao debate completo no vídeo acima.

    Mais Recentes da CNN