Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Eleições 2022

    Tenho interesse em dialogar com a candidatura do Rodrigo Garcia, diz Haddad

    Petista avançou ao segundo turno junto do candidato do Republicanos, Tarcísio de Freitas

    Douglas Portoda CNN*

    em São Paulo

    O candidato do PT ao governo de São Paulo, Fernando Haddad, declarou, neste domingo (2), após avançar ao segundo turno com Tarcísio de Freitas (Republicanos), que possui interesse em dialogar com a candidatura do atual governador Rodrigo Garcia (PSDB), que ficou em terceiro lugar.

    “Acho que tanto o Lula tem uma conversa para fazer com outros setores da sociedade, que não nos apoiaram no primeiro turno. Quanto eu aqui em São Paulo, tenho todo interesse em dialogar com as forças que sustentaram a candidatura do Rodrigo Garcia e que podem se sentar a mesa e discutir o que nos une, aquilo que nos aproxima e realizar uma bela campanha no segundo turno, propositiva, dialogando com as necessidades do povo paulista”, afirmou Haddad em entrevista coletiva.

    Com 98,53% das urnas apuradas, Haddad aparece com 35,64% dos votos, contra 42,39% de Tarcísio. Segundo o ex-prefeito da capital, o número está próximo da meta estabelecida pela campanha.

    “Tivemos ai, pelo o que consta, em torno de 36% dos votos válidos. Que é um pouco menos do que almejávamos, mas perto dos 40% que era a meta estabelecida no início da campanha”, explicou o petista.

    Pela primeira vez, em 28 anos, o PSDB não elege o governador de São Paulo. Pelas redes sociais, Garcia agradeceu aos seus eleitores e afirmou que continuará “trabalhando para o Estado que tanto amo”.

    O PSDB foi fundado em 25 de junho de 1988 e comanda o estado de São Paulo desde 1995. Além de 2022, apenas nas eleições de 1990 que o partido não elegeu o governador da unidade federativa mais rica do país, quando Luiz Antonio Fleury Filho (então PMDB) venceu Paulo Maluf (PDS) no 2° turno.

    Perfil – Fernando Haddad

    Fernando Haddad, de 59 anos, é ex-ministro da Educação (2005 a 2012) da gestão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e ex-prefeito de São Paulo (2013 a 2016). Natural da capital paulista, candidatou-se à Presidência da República em 2018, quando foi ao segundo turno. O pleito foi vencido por Jair Bolsonaro (PL).

    Professor universitário, ele é doutor em filosofia (1996), mestre em economia (1990) e bacharel em direito (1985) pela Universidade de São Paulo. Nestas eleições, contou em sua coligação com o apoio dos partidos PCdoB, PV, PSB, PSOL, Rede e Agir.

    (*Com informações de Tiago Tortella, da CNN)