TJ-SP recebe denúncia contra deputado Fernando Cury por importunação sexual

Parlamentar colocou as mãos nos seios da deputada Isa Penna (PSOL) durante sessão da Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp)

Douglas PortoGiovanna BronzeEvelyne Lorenzettida CNN

em São Paulo

Ouvir notícia

O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) recebeu, nesta quarta-feira (15), uma denúncia contra o deputado estadual Fernando Cury (sem partido) por importunação sexual contra a deputada estadual Isa Penna (PSOL), no caso ocorrido há um ano.

As câmeras do circuito interno da Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) flagraram, em 16 de dezembro de 2020, o parlamentar colocando as mãos nos seios da deputada que, por estar de costas, não pôde impedir. Punido internamente, Cury ficou suspenso de suas atividades parlamentares por 180 dias.

“O Deputado Fernando Henrique Cury agiu com clara intenção de satisfazer sua lascívia, praticando atos que transcenderam o mero carinho ou gentileza, até porque não tinha nenhuma amizade, proximidade ou intimidade com a vítima, violando assim, também, o seu dever funcional de exercer o mandato com dignidade”, diz a denúncia.

Cury foi expulso do Cidadania, em 22 de novembro, após decisão do Conselho de Ética. O partido declarou que o órgão já havia se manifestado por sua exclusão do quadro de filiados, entretanto, o parlamentar conseguiu atrasar o procedimento recorrendo ao Judiciário.

Procurada pela CNN, a defesa de Fernando Cury informou que não se manifestaria por meio de nota.

Isa Penna, em nota enviada à CNN, declara que o recebimento da denúncia é “mais uma demonstração que foi assédio e que o lugar dele não é na Alesp.”

Mais Recentes da CNN