Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Toffoli dá prazo para governo explicar bloqueio de verba para bolsistas

    Governo federal terá de fornecer informações sobre o corte de verbas do Ministério da Educação

    Ministro Dias Toffoli, do STF
    Ministro Dias Toffoli, do STF Nelson Jr./SCO/STF

    Julyanne JucáGabriela CoelhoBrenda Silvada CNN

    São Paulo

    O ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal (STF), deu um prazo de 72 horas para o governo federal apresentar informações sobre o bloqueio de recursos do Ministério da Educação (MEC) que impactaram o pagamento de bolsas de alunos de mestrado, doutorado e pós-doutorado.

    Os recursos são enviados à Fundação Coordenação de Aperfeiçoamento de Ensino Superior (Capes), que é vinculada à pasta da educação e responsável por investir no desenvolvimento científico e tecnológico no Brasil.

    A representação foi feita pela União Nacional dos Estudantes (UNE), pela Associação Nacional dos Pós-Graduandos (ANPG) e pela União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES).

    As entidades estudantis argumentam que a suspensão do pagamento das bolsas da Capes é abuso de poder e ilegal, já que viola os direitos adquiridos dos estudantes, e pedem a garantia de que os pagamentos referentes ao mês de dezembro sejam feitos. A decisão, publicada na quarta-feira (7), também dá 72 horas para que as entidades prestem informações prévias do que foi alegado.