Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Eleições 2022

    Último debate presidencial, pesquisa Datafolha e mais de 30 de setembro

    Debate entre candidatos organizado pela TV Globo foi marcado por trocas de acusações e sequência de pedidos de direito de resposta

    CNN Brasil

    O último debate entre os candidatos à Presidência e a mais recente pesquisa Datafolha para as eleições deste domingo (2) estão entre os destaques desta sexta-feira (30).

    Último debate presidencial é marcado por trocas de acusações e sequência de pedidos de direito de resposta

    O último debate entre candidatos a presidente antes do primeiro turno das eleições foi marcado por trocas de acusações e uma sequência de pedidos de direito de resposta, principalmente entre Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Jair Bolsonaro (PL).

    Outros cinco candidatos participaram: Ciro Gomes (PDT) Simone Tebet (MDB), Felipe D’Avila (Novo), Soraya Thronicke (União Brasil) e Padre Kelmon (PTB).

    O encontro, organizado pelo TV Globo, começou na noite de quinta-feira (29) e terminou na madrugada de sexta (30), com mais de três horas de duração. O primeiro turno está marcado para domingo (2). Confira na matéria completa como foi o debate.

    Pesquisa Datafolha para presidente: Lula tem 50% dos votos válidos; Bolsonaro, 36%

    Pesquisa Datafolha sobre a disputa presidencial divulgada nesta quinta-feira (29) mostra Luiz Inácio Lula da Silva (PT) com 50% dos votos válidos, contra 36% de Jair Bolsonaro (PL). O primeiro turno das eleições acontece no domingo (2).

    Os votos válidos, que excluem os votos em branco e nulos, determinam o resultado das eleições. Nas disputas para presidente e governador, o candidato que atinge mais de 50% dos votos válidos vence as eleições no primeiro turno. Caso nenhum alcance esse percentual, é realizado um segundo turno.

    Na sequência, aparecem Ciro Gomes (PDT), com 6%; Simone Tebet (MDB), com 5%; Soraya Thronicke (União Brasil), com 1%.

    Lula participa de atos no Nordeste, e Bolsonaro faz comício no sul de Minas

    Na antevéspera do primeiro turno das eleições, marcado para domingo (2), os candidatos a presidente voltam a fazer campanha nas ruas nesta sexta-feira (30).

    Luiz Inácio Lula da Silva (PT) faz atos em três estados. Ele começa o dia no Rio de Janeiro, onde se encontra com o candidato ao governo Marcelo Freixo (PSB). Ainda de manhã, vai para Salvador onde faz caminhada com apoiadores às 11h. No período da tarde, às 16h, realiza caminhada em Fortaleza.

    Jair Bolsonaro (PL) passa o período da manhã em Poços de Caldas, no sul de Minas Gerais, onde fará motociata com apoiadores, além de realizar comício às 11h.

    Putin assina decretos que abrem caminho para anexação de duas regiões da Ucrânia

    O presidente russo, Vladimir Putin, assinou nesta quinta-feira (29) decretos que abrem caminho para que as regiões ucranianas ocupadas de Kherson e Zaporizhzhia sejam formalmente anexadas à Rússia.

    Os decretos, tornados públicos pelo Kremlin, dizem que Putin reconheceu as duas regiões como territórios independentes.

    Este é um passo intermediário necessário antes que Putin possa prosseguir com os planos de anunciar na sexta-feira (30) que as regiões fazem parte da Rússia.

    Brasileiros na Flórida relatam preocupação com sobrevivência durante furacão

    Para Giselle Cyríaco, brasileira de 34 anos que mora com a família em Winter Garden, na Flórida, a chegada do furacão Ian foi um momento desesperador. Do Brasil, familiares e amigos também se preocuparam com a empresária, o marido dela e as filhas de 3 e 10 anos de idade que vivem nos EUA há quatro anos.

    “Foi uma tempestade muito forte, com muita ventania. Árvores caíram por aqui”, conta Giselle, que estava em casa com a família nesta quarta-feira (28), quando começou o alerta de passagem do Furacão Ian, e pontua que, no local, o impacto até que foi baixo, mas suficiente para provocar desespero e angústia.

    Dos EUA, ela tranquilizava familiares brasileiros e seguia a recomendação das autoridades estadunidenses para ficar em casa. As saídas, no caso, aconteceram apenas para ir ao mercado e ao posto de gasolina.

    O Furacão Ian causou muitas tragédias por onde passou. Até esta quinta-feira (29), 15 pessoas morreram em decorrência do fenômeno. O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, afirmou que Ian pode ser o furacão “mais mortal da história da Flórida.”

    Newsletter

    Para receber as principais notícias todos os dias no seu e-mail, cadastre-se na nossa newsletter 5 Fatos em newsletter.cnnbrasil.com.br.

    *Publicado por Léo Lopes