Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Veja como votou cada senador no primeiro turno da PEC do Estouro

    Medida aumenta o teto de gastos em R$ 145 bilhões por dois anos, viabilizando o Bolsa Família em R$ 600 em 2023

    Douglas Portoda CNN*

    em São Paulo

    Proposta de Emenda à Constituição (PEC) do Estouro foi aprovada, nesta quarta-feira (7), no plenário do Senado Federal, em primeiro turno, por 64 votos a 16. Ainda haverá votação no segundo turno.

    Na última terça-feira (6), a medida passou na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) depois de acordo. O teto de gastos públicos foi expandido em R$ 145 bilhões por dois anos, viabilizando a manutenção do Auxílio Brasil, que pode voltar a se chamar Bolsa Família, em R$ 600 no próximo ano e um complemento de R$ 150 por criança de até seis anos.

    Além disso, o texto aprovado também prevê a abertura de cerca de R$ 23 bilhões para novos gastos já neste ano, na reta final do governo de Jair Bolsonaro (PL), e que o governo eleito envie um projeto sobre nova regra fiscal até 31 de agosto que vem.

    A expectativa do governo do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) é que a proposta seja analisada na Câmara dos Deputados na próxima semana.

    Veja abaixo como votou cada senador:

    • Acir Gurgacz (PDT-RO) – Sim
    • Alessandro Vieira (PSDB-SE)  – Sim
    • Alexandre Silveira (PSD-MG) – Sim
    • Alvaro Dias (Podemos-PR)  – Sim
    • Angelo Coronel (PSD-BA)  – Sim
    • Carlos Fávaro (PSD-MT) – Sim
    • Carlos Portinho (PL-MG) – Não
    • Carlos Viana (PL-MG) – Não
    • Chico Rodrigues (União Brasil-RR) – Sim
    • Confúcio Moura (MDB-RO) – Sim
    • Daniella Ribeiro (PSD-PB) – Sim
    • Davi Alcolumbre (União Brasil-AP) – Sim
    • Dário Berger (PSB-SC) – Sim
    • Eduardo Braga (MDB-AM)  – Sim
    • Eduardo Girão (Podemos-CE)  – Não
    • Eduardo Gomes (PL-TO) – Sim
    • Eliane Nogueira (PP-PI) – Não
    • Eliziane Gama (Cidadania-MA) – Sim
    • Elmano Férrer (PP-PI) – Sim
    • Esperidião Amin (PP-SC) – Não
    • Fabiano Contarato (PT-ES)  – Sim
    • Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE) – Sim
    • Fernando Collor (PTB-AL) – Sim
    • Fernando Dueire (MDB-PE) – Sim
    • Flávio Arns (Podemos-PR)  – Sim
    • Flávio Bolsonaro (PL-RJ)  – Não
    • Giordano (MDB-SP) – Sim
    • Humberto Costa (PT-PE) – Sim
    • Irajá (PSD-TO) – Sim
    • Ivete da Silveira (MDB-SC) – Não
    • Izalci Lucas (PSDB-DF) – Sim
    • Jader Barbalho (MDB-PA) – Sim
    • Jaques Wagner (PT-BA) – Sim
    • Jayme Campos (União Brasil-MT) – Sim
    • Jean Paul Prates (PT-RN) – Sim
    • Jorge Kajuru (Podemos-GO) – Sim
    • José Serra (PSDB-SP) – Sim
    • Julio Ventura (PDT-CE) – Sim
    • Kátia Abreu (PP-TO) – Sim
    • Lasier Martins (Podemos-RS) – Não
    • Leila Barros (PDT-DF) – Sim
    • Lucas Barreto (PSD-AP) – Sim
    • Luis Carlos Heinze (PP-RS) – Não
    • Luiz Carlos do Carmo (PSC-GO) – Sim
    • Mailza Gomes (PP-AC) – Sim
    • Mara Gabrilli (PSDB-SP) – Sim
    • Marcelo Castro (MDB-PI) – Sim
    • Marcio Bittar (União Brasil-AC) – Sim
    • Marcos Rogério (PL-RO) – Não
    • Marcos do Val (Podemos-ES) – Não
    • Maria do Carmo Alves (PP-ES) – Não
    • Mecias de Jesus (Republicanos-RR) – Sim
    • Nelsinho Trad (PSD-MT) – Sim
    • Nilda Gondim (MDB-PB) – Sim
    • Omar Aziz (PSD-AM) – Sim
    • Oriovisto Guimarães (Podemos-PR) – Não
    • Otto Alencar (PSD-BA) – Sim
    • Paulo Paim (PT-RS) – Sim
    • Paulo Rocha (PT-PA) – Sim
    • Plínio Valério (PSDB-AM) – Não
    • Randolfe Rodrigues (Rede-AP) – Sim
    • Reguffe (Sem partido-DF) – Não
    • Renan Calheiros (MDB-AL) – Sim
    • Roberto Rocha (PTB-MA) – Sim
    • Rodrigo Cunha (União Brasil-AL) – Sim
    • Rodrigo Pacheco (PSD-MG) – Presidente 
    • Rogério Carvalho (PT-SE) – Sim
    • Romário (PL-RJ) – Não
    • Rose de Freitas (MDB-ES) – Sim
    • Simone Tebet (MDB-MS) – Sim
    • Soraya Thronicke (União Brasil-MS) – Sim
    • Styvenson Valentim (Podemos-RN) – Sim
    • Sérgio Petecão (PSD-AC) – Sim
    • Tasso Jereissati (PSDB-CE) – Sim
    • Telmário Mota (Pros-RR) – Sim
    • Vanderlan Cardoso (Pros-RR) – Sim
    • Veneziano Vital do Rêgo (MDB-PB) – Sim
    • Wellington Fagundes (PL-MT) – Sim
    • Weverton (PDT-MA) – Sim
    • Zenaide Maia (Pros-RN) – Sim
    • Zequinha Marinho (PL-MA) – Sim
    Placar da votação da PEC do Estouro em primeiro turno / Reprodução/TV Senado

    (*Com informações de Luciana Amaral e Gabriel Hirabahasi, da CNN)