Waack: Ministro nega qualquer mal feito e se esforça para blindar Bolsonaro

O Procurador-Geral da República pediu ao STF que investigue o ministro da Educação pela suspeita de destinar verbas para a construção de templos de denominações evangélicas

William Waackda CNN

Em São Paulo

Ouvir notícia

O governo Bolsonaro experimentou com um gabinete paralelo para tratar de saúde pública.

Não deu certo.

Experimentou também com um gabinete paralelo para liberar verbas do Ministério da Educação.

Também não deu certo, e o Procurador-Geral da República pediu ao Supremo Tribunal Federal que investigue o ministro da Educação pela suspeita de destinar verbas da Educação para a construção de templos de denominações evangélicas.

Em entrevista exclusiva à CNN, o ministro nega qualquer mal feito, e se esforça para blindar também o presidente Jair Bolsonaro (PL).

Mais Recentes da CNN