Waack: País paga preço alto por não ter comprado vacinas contra Covid-19 antes

Apesar da boa notícia com a compra de mais doses do imunizante da Pfizer, atraso na vacinação se deve à incompetência e ao que não foi feito em 2020

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

No quadro CNN Poder desta terça-feira (11), na CNN Rádio, William Waack analisa a compra de mais 100 milhões de doses da vacina da Pfizer pelo governo federal e a situação como um todo do fornecimento de vacinas contra a Covid-19.

“O governo anunciou na noite de ontem [segunda-feira] a compra de mais 100 milhões de doses da vacina da Pfizer, uma das mais modernas, baseada em uma tecnologia que realmente deixa os cientistas impressionados”, afirmou Waack.

“Mas o que importa aqui é assinalar que os atrasos na vacinação não tem outra razão senão a incúria, essa palavra do português arcaico, a falta de previsão, a incompetência, as dificuldades em se organizar”, completou.

Para ele, o país paga um preço alto em termos de saúde pública, de ansiedade das pessoas e de estado de comoção por conta do que não foi feito em 2020. E, do ponto de vista do governo, o preço político está ficando cada vez mais alto.

“Esta CPI da Pandemia tem como foco exatamente este ponto: por quê não fomos comprar antes? Por que não nos preparamos antes? Por que insistimos em coisas que os cientistas sabiam que não serviam para nada, praticamente?”, questionou.

“Este ponto é que cria severas dificuldades na articulação, na capacidade do governo de enfrentar o problema. Preço alto a gente paga quando não se prepara. Essa é a grande lição nesse episódio do combate à pandemia.”

Mais Recentes da CNN