Waack: Próximas eleições serão cruciais se não aparecer nova opção até lá

O Brasil foi confrontado, nesta sexta-feira (27), com duas opções em matéria de eleição presidencial

William Waack

São Paulo

Ouvir notícia

O Brasil foi confrontado, nesta sexta-feira (27), com duas opções em matéria de eleição presidencial.

O atual dono do cargo, onde pretende continuar, Jair Bolsonaro (sem partido), disse que é mais importante comprar fuzil do que feijão.

O pretendente, que hoje é o favorito, o ex-presidente Lula (PT), anunciou que, se for eleito, vai regular a mídia: leia-se censura.

De fato, vão ser eleições cruciais as próximas. Se não aparecer até lá uma outra opção além desses extremos.

Mais Recentes da CNN