Cidades brasileiras fazem 'drive-thru' na campanha de vacinação contra a gripe


Iara Maggioni e Rachel Amorim Da CNN, em Curitiba e no Rio de Janeiro
23 de março de 2020 às 12:13 | Atualizado 23 de março de 2020 às 16:39
 

Idoso recebe vacina contra a gripe em 'drive-thru' em Nova Iguaçu, no Rio de Jan

Idoso recebe vacina contra a gripe em 'drive-thru' em Nova Iguaçu, no Rio de Janeiro

Foto: CNN

Para manter o distanciamento físico recomendado por autoridades de saúde como forma de evitar o contágio do novo coronavírus (COVID-19), cidades de vários estados aderiram ao 'drive-thru' no primeiro dia da campanha nacional da vacinação contra a gripe. Nesta segunda-feira (23), o atendimento dentro do carro foi registrada pela CNN em pelo menos três locais: Itapevi (na Grande São Paulo), Nova Iguaçu (no Rio de Janeiro) e Curitiba (Paraná).

Em São Paulo, a triagem em Itapevi, município na região metropolitana, começa já no início da fila. O serviço de pit stop da vacinação vai ser realizado de segunda a sexta-feira, das 10h às 15h, na rotatória da Cohab.

No Rio de Janeiro, motoristas formaram filas enormes no estacionamento de um shopping, em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. A estratégia foi recomendada pela Secretaria Estadual de Saúde, para evitar aglomerações. Além de Nova Iguaçu, a vacinação 'drive-thru' será realizada a capital, em Niterói e Nova Friburgo.

Em Curitiba, a prefeitura estabeleceu cinco locais de vacinação contra a gripe nessa modalidade. Ao longo da manhã, a movimentação foi bastante grande. Além desses pontos de 'drive-thru', a vacinação também acontece em outros 37 pontos externos montados pela prefeitura, para evitar concentração de pessoas dentro dos postos de saúde. 

Essa primeira fase da campanha, que também abrange os profissionais de saúde, segue até o dia 15 de abril. O público alvo preferencial para o drive thru são os idosos. A estimativa é vacinar 118 mil pessoas na capital paranaense. A prefeitura afirma que vai estudar se mantém a modalidade 'drive-thru' para vacinação dos demais públicos. 

Além da imunização com pessoas dentro dos veículos, os postos de saúde de todo o país também estão recebendo a população. Mais cedo, a equipe da CNN mostrou que idosos estão mantendo a distância segura - de pelo menos 1 metro - nas filas das unidades básicas de saúde.