Mandetta contraria recomendação e faz confraternização no Ministério da Saúde


Da CNN, em São Paulo
17 de abril de 2020 às 19:40 | Atualizado 17 de abril de 2020 às 19:40

Em sua despedida do Ministério da Saúde nesta quinta-feira (16), Luiz Henrique Mandetta (DEM) contrariou as recomendações de evitar aglomerações e contato físico que o próprio ex-ministro fez como formas de prevenir a disseminação do novo coronavírus.

Um vídeo mostra que Mandetta deu abraços em servidores, que se aglomeraram em uma sala para se despedir do ex-ministro.

As imagens foram registradas por um celular e mostram Mandetta e funcionários cantando o clássico de Gonzaguinha “O Que É, o Que é”. 

O Brasil registrou 217 mortes por COVID-19 entre ontem (16) e hoje (17), recorde para 24 horas, informou o Ministério da Saúde. O total de vítimas chegou a 2.141, distribuídas por todas as unidades da federação.

O substituto de Mandetta é o médico oncologista Nelson Teich, que tomou posse hoje.