Pfizer e BioNTech dizem que vacina é segura e induz resposta imunológica


Reuters
20 de julho de 2020 às 10:51
Ações da Pfizer e da BioNtech subiram após divulgação de dados de vacina

Ações da Pfizer e da BioNtech subiram após empresa divulgarem dados adicionais promissores sobre vacina contra Covid-19

Foto: Brendan McDermid-29.jul.2019-Reuters

A empresa alemã de biotecnologia BioNTech e a farmacêutica norte-americana Pfizer relataram nesta segunda-feira (20) dados adicionais de sua vacina experimental contra o novo coronavírus que mostraram que ela é segura e induz resposta imunológica nos pacientes, tanto na produção de anticorpos quanto na ação de células T - responsáveis pela imunidade celular no organismo.

Os resultados se referem a um teste feito na Alemanha com 60 voluntários saudáveis e são divulgados após as companhias anunciarem no começo deste mês dados de um teste em estágio inicial correspondente feito nos Estados Unidos.

O estudo com os pacientes alemães mostrou que os voluntários que receberam duas doses da vacina produziram anticorpos neutralizantes do vírus, resultado semelhantes ao estudo dos EUA.

As empresas também afirmaram que os dados demonstraram uma indução de alto nível de respostas das células T, responsáveis pela imunidade celular, contra o novo coronavírus.

Assista e leia também:

Vacina da Pfizer e BioNTech para Covid-19 mostra potencial em teste em humanos

Vacina não deve ir para quem pode pagar mais, diz Bill Gates

Os dados estão disponíveis na medrxiv, plataforma online onde é possível acessar estudos de saúde antes de serem validados. Agora, eles passam por uma revisão científica de outros especialistas para possíveis publicações, disseram as empresas.

Mais de 150 possíveis vacinas estão sendo desenvolvidas e testadas em todo o mundo para tentar conter a pandemia de Covid-19. Existem 23 delas em ensaios clínicos em humanos, incluindo a desenvolvida pela empresa de biotecnologia norte-americana Moderna e pelo laboratório britânico AstraZeneca.

Especialistas alertaram que uma vacina segura e eficaz levará de 12 a 18 meses para ser desenvolvida.