Brasil bate recorde de novos casos confirmados de Covid-19 em 24 horas


Anna Satie, da CNN em São Paulo
22 de julho de 2020 às 19:00 | Atualizado 22 de julho de 2020 às 19:13
Pessoas circulam de máscara por rua de comércio popular no centro do RJ

Pessoas circulam de máscara por rua de comércio popular no centro do Rio de Janeiro durante pandemia da Covid-19

Foto: Lucas Landau/Reuters (29.jun.2020)

O Brasil bateu recorde de casos confirmados de Covid-19 em um dia, com 67.860 registrados nas últimas 24 horas, segundo dados divulgados nesta quarta-feira (22) pelo Ministério da Saúde.

Antes, o maior aumento havia sido em 19 de junho, quando foram confirmados 54.771 diagnósticos em um só dia.

Ao todo, o Brasil soma 2.227.514 casos e 82.771 vítimas fatais da doença causada pelo novo coronavírus, sendo que 1.284 mortes foram contabilizadas de ontem para hoje.

Leia também:

Vamos finalizar produção das vacinas no Brasil, diz presidente da Fiocruz

Visão Responde: por quanto tempo a Covid-19 pode sobreviver no organismo?

Os dados da pasta mostram as confirmações registradas no sistema desde o dia anterior, o que não necessariamente significa que o caso aconteceu naquele dia. Há análises que levam dias ou semanas para serem concluídas.

O estado de São Paulo segue como o mais afetado, com 439.446 casos e 20.532 mortes. Em seguida, aparece o Ceará (153.108 casos e 7.317 mortes), o Rio de Janeiro (148.623 casos e 12.443 mortes) e Pará (142.358 casos e 5.581 mortes). 

Nesta segunda-feira (21), o Ministério da Saúde não confirmou a renovação do financiamento do Epicovid19-BR, a principal pesquisa sobre a incidência do novo coronavírus no país. 

Pedro Hallal, reitor da UFPel (Universidade Federal de Pelotas), que coordena o estudo, acredita que a motivação é política. "Não há motivos técnicos. Parar a pesquisa no meio da pandemia é inaceitável”, afirma.

Boletim do Ministério da Saúde com situação da Covid-19 no Brasil em 22 de julho

Boletim do Ministério da Saúde com situação da Covid-19 no Brasil em 22 de julho de 2020

Foto: Reprodução (22.jul.2020)